REDES SOCIAIS

25°C

Morte de Romoaldo Junior gera comoção no meio político mato-grossense

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Ari Miranda

Única News

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

O falecimento do ex-deputado estadual emedebista Romoaldo Junior (63) causou uma onda de comoção entre políticos mato-grossenseses e pessoas próximas ao ex- parlamentar, que morreu no final da manhã deste domingo (17), depois de 3 dias internado sob coma induzido, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Amecor, em Cuiabá, devido a um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Após a confirmação da morte do politico, Várias autoridades políticas do estado utilizaram suas redes sociais para manifestarerm pesar e prestarem suas condolências a familiares e amigos de Romoaldo.

Em uma postagem na rede social Instagram, o governador Mauro Mendes (UB) lamentou a perda e destacou a importãncia de Romoaldo no processo de recuperação econômica do estado em sua gestão.

“Uma grande perda para a política. Romoaldo deixa um longo histórico de serviços prestados ao nosso estado, como vereador, prefeito e deputado. Ele também foi um grande parceiro da nossa gestão, quando lá no início nos ajudou a aprovar as medidas que fizeram o Estado de Mato Grosso voltar a prosperar”, disse.

Já a secretária-geral do MDB em Mato Grosso, deputada estadual Janaina Riva, disse que recebeu com tristeza a morte do amigo e colega emedebista, enaltecendo ainda o histórico de luta do político.

“Romoaldo fez história na política de Mato Grosso, principalmente na defesa da população que vive na Região Norte do estado. Sua gentileza e carinho com todos ao seu redor, deixarão imensas saudades”, destacou.

“Eu e toda a minha família, desejamos que neste momento de luto, toda a família [do Romoaldo] seja consolada, e que Jesus, em sua infinita misericórdia, o receba em seus braços. Vá em paz, amigo”, completou.

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (UB) também lamentou. “É uma tristeza, uma perda inestimável. Prestamos condolências à esposa dele e filhos, em nome da Casa de Leis. Que Deus conforme o coração de todos os enlutados”, disse.

O advogado Francisco Anis Faiad, presidente do diretório municipal do MDB em Cuiabá, também lamentou a partida do ex-parlamentar.

“Um grande político, um ser humano de enorme magnitude, que deixa muitos serviços prestados em prol da população de Mato Grosso. Que Deus o receba em sua infinita bondade”.

O ex-governador Blairo Maggi também foi uma das autoridades que manifestaram pesar pela perda repentina de Romoaldo Júnior, enfatizando a importância do político no desenvolvimento do extremo norte mato-grossense.

“Romoaldo foi um gigante na defesa de Alta Floresta e região, sempre muito educado e diplomático nas decisões. Vá com Deus, meu amigo”, pontuou.

Segundo apurado por , o velório do ex-deputado Romoaldo Júnior será aberto ao público e ocorrerá no Salão Negro da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, à partir das 20 horas. O sepultamento ocorrerá nesta segunda-feira, com local e horário a serem definidos pela família.

Romoaldo Aloisio Boraczinski Júnior deixa a esposa, Ideme Maria Rodrigues, dois filhos e dois netos.

LEIA MAIS: 

romoaldo

 

TRAJETÓRIA POLÍTICA

Natural de Paranavaí (PR), Romoaldo começou a vida como bancário e empresário no município paranaense. Nos anos 1980, mudou-se para a cidade de Alta Floresta (790 km de Cuiabá) onde deu início a vida política, sendo eleito vereador, no ano de 1982 – o terceiro mais bem votado naquela ocasião.

Anos mais tarde, em 2000, ele foi eleito mais uma vez em Alta Floresta. Desta vez, para o cargo de prefeito.

Com 32 anos na vida pública, Romoaldo Junior foi eleito deputado estadual pela primeira vez em 1990, sendo reeleito em 1994, 1998, 2010 e 2014, sendo que nesta última, o político obteve 41.674 votos, espalhados em quase todos os municípios do estado.

Romoaldo se aposentou da política no final de 2021, após assumir a suplencia na Assembleia Legislativa.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS