REDES SOCIAIS

26°C

O Assunto #700: Violência contra os ianomâmi – o pior momento

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Você pode ouvir O Assunto no g1, no GloboPlay, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music, no Hello You ou na sua plataforma de áudio preferida. Assine ou siga O Assunto, para ser avisado sempre que tiver novo episódio.

A denúncia de um crime dentro da maior Terra Indígena do Brasil movimentou redes sociais, agentes de investigação e o poder Judiciário. Na comunidade Aracaçá, onde vivem cerca de 30 pessoas, uma menina de 12 anos teria sido estuprada e um menino de 3 anos, desaparecido por ação de garimpeiros ? depois que o caso se tornou público, os indígenas estão desencontrados. Os riscos impostos à etnia ?não são de hoje?, destaca Mauricio Ye?kwana, mas cresceu expressivamente desde o início da pandemia: ?São muito mais pessoas, mais barcos, mais aeronaves. E com esse aumento, crescem a violência e as doenças?. No episódio 700 do Assunto, o diretor da Hutukara Associação Yanomami relata à Julia Duailibi a escalada do garimpo e da criminalidade, cujo modus operandi envolve presença de facções criminosas altamente armadas, aliciamento de jovens com bebida e drogas e abuso sexual de menores. ?O garimpo não tem lei?, resume Mauricio. Estima-se que atualmente a terra demarcada dos ianomâmi esteja invadida por 20 mil garimpeiros, que se multiplicam diante da ?ausência total do Estado?, cuja responsabilidade constitucional é proteger o território e os povos tradicionais. Abandonados à própria sorte devido à inação da Funai e dos órgãos de fiscalização, os ianomâmi convivem com os impactos sociais e ambientais do garimpo. ?Não consigo mais tomar banho onde eu tomava, beber água onde eu bebia, não consigo mais pescar porque os peixes morreram. Pra onde que eu vou??

O que você precisa saber:

O podcast O Assunto é produzido por: Mônica Mariotti, Isabel Seta, Tiago Aguiar, Fabiana Novello, Gabriel de Campos, Luiz Felipe Silva, Thiago Kaczuroski, Gustavo Honório e Eto Osclighter. Apresentação: Julia Duailibi.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS