REDES SOCIAIS

33°C

Paccola diz se sentir ?pelado? sem arma e pede licença parlamentar

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O vereador Tenente Coronel Paccola (Republicanos) comentou sobre a decisão judicial que suspendeu seu porte de arma durante a sessão desta quinta-feira (4) e ainda pediu licença de suas atividades “para se dedicar” à sua candidatura parlamentar.

“Hoje eu me sinto como se estivesse andando nú, como se estivesse pelado, por decisão judicial, a gente está aqui para acatar, hoje não estou portando a minha arma de fogo, tive o meu porte de arma suspenso, então quem se sente amedrontado, então fiquem tranquilos, porque não posso fazer nada enquanto essa decisão não for revogada”, disse.

Segundo o parlamentar, que matou o agente socioeducativo Alexandre Miyagawa no dia 1° de julho, após 20 anos de atuação militar, ele se sente “pelado” ao andar sem sua arma.

Paccola, que é pré-candidato a deputado estadual pelo Republicanos, enfatizou que irá se dedicar “dia, noite e madrugada” na construção de sua candidatura. A convecção do seu partido, acontece nesta sexta-feira (5).

“Hoje protocolo o meu pedido de licença que será votado em plenário […] nossa convenção será amanhã e não servimos à dois senhores, e eu vou usar esses próximos dias para trabalhar dia, noite e madrugada na construção da minha candidatura como deputado estadual, se Deus quiser, amanhã vamos oficializar isso”, garantiu o parlamentar.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS