REDES SOCIAIS

18°C

Pai de Mauro Cid chega a Polícia Federal para prestar depoimento

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

O general Mauro Lourena Cid, pai do tenente-coronel Mauro Cid, chegou à Polícia Federal, em Brasília, no início da tarde desta terça-feira (26) para prestar depoimento.

Lourena Cid foi chamado para falar no inquérito que investiga a venda de joias sauditas dadas ao governo brasileiro no mandato do ex-presidente Jair Bolsonaro. A venda ocorreu nos Estados Unidos.

O ex-presidente ganhou joias e presentes milionários no exercício do mandato, e investigações da PF mostram que os itens começaram a ser negociados nos EUA em junho de 2022. Entre elas estava um kit de joias composto por um relógio da marca Rolex de ouro branco, um anel, abotoaduras e um rosário islâmico entregue a Bolsonaro em uma viagem oficial à Arábia Saudita em outubro de 2019.

No entendimento do Tribunal de Contas da União (TCU), esses presentes deveriam ter ido para o acervo do Estado brasileiro, e não ser tratados como bens pessoais.

Mauro Cid, filho de Lourena Cid, foi ajudante de ordens de Bolsonaro durante o mandato e um dos principais assessores do presidente. Ele também é investigado no caso das joias.

Participação de Lourena Cid

O general da reserva do Exército era – segundo investigações da PF – o responsável por negociar as joias e os demais bens nos Estados Unidos. De acordo a PF, ele recebia os valores em sua conta bancária. O pai de Cid ocupava, desde 2019, um cargo no escritório da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, a Apex, em Miami.

O rosto do de Lourena Cid foi identificado pela PF no reflexo de uma foto usada para negociar esculturas recebidas pelo governo como presente oficial.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS