REDES SOCIAIS

26°C

Para Fagundes, apoio de Bolsonaro a Mendes foi ?explicitado?, porém não consolidado ainda

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O senador Wellington Fagundes (PL) afirmou que neste período o partido está discutindo toda aliança “possível” e a conversa com o governador Mauro Mendes (UB) está “fluindo”. Embora o presidente Jair Bolsonaro (PL) já tenha deixado explícito à intenção de caminhar junto com o chefe do Paiaguás nas eleições de 2022, Fagundes afirmou que a aliança precisa ser amadurecida para se consolidar de fato.

“Vamos discutir dentro das coligações possíveis com todos os partidos, daqui para lá é uma construção e a conversa com governador está fluindo, tanto é que o presidente esteve aqui, já conversaram, explicitaram publicamente, tanto o Mauro lá no evento na Assembleia de Deus, no Grande templo, como Bolsonaro que já deu entrevista da possibilidade de apoio à candidatura do Mauro, que ainda será definido na convenção e no meu caso é natural”, declarou Fagundes.

Wellington, ao ser questionado se ainda não é certo o apoio do presidente a possível candidatura de Mendes, pontuou que está tudo sendo “construindo e até julho”.

“Essa é uma construção, daqui até julho temos que trabalhar muito e são dois aspectos, o presidente Bolsonaro cuidando do Brasil principalmente depois da retomada econômica e geração de emprego; e Mato Grosso é um estado extremamente beneficiado pelo governo federal, inclusive com Fex [Fundo de Auxílio de Fomento às Exportações], que é da minha autoria. Mato Grosso é um estado que tem que estar alinhado com governo federal, essa é uma construção que nós do PL estamos fazendo. Devido ao Fex, por exemplo o estado está recebendo um volume de quase 50 milhões por mês e as prefeituras da mesma forma recebendo o que cabe a elas. Então estamos fazendo nosso trabalho, até mesmo pela responsabilidade nacional de governar, de ajudar o presidente na governabilidade e claro também aqui no Mato Grosso este trabalho todo que estamos fazendo”, finalizou o senador.

Em meio a uma saraivada de pressões, o governador Mauro Mendes se mantém firme em não revelar se será mesmo candidato à reeleição – mesmo dando todos os sinais que sim – e também sobre apoiar um nome que irá compor chapa para o Senado Federal em sua campanha.
No arco de alianças do chefe do Paiaguás há três pré-candidatos à Câmara Alta de Brasília. Trata-se do senador Wellington Fagundes (PL), que busca a reeleição; do deputado federal Neri Geller (PP); e da médica Natasha Slhessarenko (PSB).
Porém uma coisa que o governador já adiantou é que não irá ficar “em cima do muro”. Mendes descartou a possibilidade de se manter neutro na disputa, mas observou que só decidirá qual candidato apoiará as vésperas das convenções partidárias.

 

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS