REDES SOCIAIS

28°C

?Paulo Araújo virou um ?ditador? no PP de Mato Grosso?, dispara Marcrean

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O vereador Marcrean Santos (à Esq.) e o presidente do PP, deputado estadual Paulo Araújo.

O vereador por Cuiabá e secretário de Habitação da capital, Marcrean Santos (PP), voltou a criticar o deputado estadual Paulo Araújo, atual presidente do Partido Progressista (PP) de Mato Grosso, pela forma como vem conduzindo a sigla em Cuiabá.

Em entrevista ao portal Veja Bem MT na tarde desta terça (23), Marcrean afirmou que Paulo Araújo, mesmo sendo da estadual da agremiação, exerce influência direta na executiva municipal, agindo como um “ditador” nas decisões do partido.

“Com menos de 60 dias de mandato, o Paulo [Araújo] já está fazendo um trabalho que está destruindo o PP aqui na capital. […] O que ele ‘tá’ querendo fazer é expulsar, desfiliar todo mundo e ficar com o partido só pra ele e o vereador Demilson [Nogueira]. O que está tendo é um autoritarismo gigante, que vai totalmente contra a democracia. Se o projeto do partido em mato Grosso e em Cuiabá é acabar, eles estão conseguindo com o comando do deputado Paulo Araújo”, disparou.

Contrariando o recado dado por Paulo Araújo a todos os filiados, que entregassem os cargos ocupados na gestão de Emanuel, Marcrean assegurou que não deixará o PP e vai continuar na base “Pinheirista”.

“Não deixei o partido e nem considerei o comunicado, porque da forma que foi feita a decisão, contradiz o estatuto do partido, que diz que tem que reunir com a maioria absoluta, tem que ter um debate amplo. E aqueles que tem mandato, que tem cargos, tem que ter direito de vez e voz”, concluiu

DEFENDEU VANDERLÚCIO

Marcrean declarou ainda que apoia a permanência de Vanderlúcio Rodrigues à frente da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), uma vez que foi indicado pelo chefe do executivo municipal e tem a prerrogativa de ter seu nome aprovado após sabatina na Câmara de Vereadores de Cuiabá.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS