REDES SOCIAIS

23°C

Pedido de afastamento contra Pinheiro é arquivado na Câmara por 15 votos a 9

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

Por 15 votos a 9, a Câmara de Cuiabá arquivou um pedido de abertura de Comissão Processante contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), por supostamente ter favorecido um esquema de “fura fila” durante a vacinação contra a covid. A votação ocorreu na sessão desta quinta-feira (26).

O pedido de Comissão Processante teve como base uma denúncia do Ministério Público contra o prefeito, afirmando que ele favoreceu o esquema de “fura fila” da vacinação contra a Covid-19. Segundo a representação, pessoas próximas a ele se vacinaram antes da abertura de seus respectivos grupos.

O pedido de Comissão Processante foi feito pelo vereador Marcos Paccola (Republicanos). Entretanto, ele não participou da votação e foi substituído pelo 2º suplente Fellipe Correa (Cidadania).

Votaram pelo afastamento do prefeito os vereadores Demilson Nogueira (PP), Michely Alencar (DEM), Diego Guimarães (Republicanos), Edna Sampaio (PT), Pastor Jeferson (PSD), Sargento Joelson (PSB), Dilemário Alencar (Podemos) e Eduardo Magalhães (Republicanos). Na justificativa do voto, os vereadores de oposição afirmaram que o prefeito descumpriu uma lei que ele mesmo sancionou.

Líder do prefeito na Câmara, o vereador Adevair Cabral (PDT) afirmou está comprovado que o prefeito não furou a fila. “Ele se vacinou no seu devido tempo. Isso está nas redes sociais e na imprensa. Sobre ter beneficiado outras pessoas, isso está com Ministério Público e a Justiça, lá ele vai ter a oportunidade de se defender”, frisou.

Este é o sétimo pedido de afastamento do chefe do Executivo.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS