REDES SOCIAIS

33°C

PL não oficializa Carlos Viana como candidato de Bolsonaro ao governo de Minas: ‘Decisão fica para o diretório nacional’

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A convenção do PL em Minas Gerais não homologou a candidatura do senador Carlos Viana (PL) ao governo do estado. O encontro aconteceu nesta quarta-feira (20) na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Horas antes, uma reunião da executiva estadual, marcada na véspera foi realizada. Ela tinha sido marcada na véspera. Houve atraso de mais de uma hora para o início da convenção por causa da reunião.

“Hoje o PL não vai decidir em ata sobre as candidaturas majoritárias ao governador e ao senado. Isso é um acordo que foi feito por toda bancada já há mais dias. A decisão virá de Brasília, da presidência do partido e do próprio presidente Jair Messias Bolsonaro. Ela fica para o diretório nacional”, disse Viana.

Na pesquisa Datafolha divulgada no dia 1º de julho, Carlos Viana aparece com 4% das intenções de voto pra o governo de Minas Gerais. Já o governador Romeu Zema (Novo) lidera com 48%. Kalil (PSD) tem 21% na disputa.

Estes índices e a indecisão por parte da executiva estadual do PL reforçam a ideia de que o presidente Jair Bolsonaro (PL) estaria mais interessado em apoiar a candidatura à reeleição de Zema. Os dois foram aliados em 2018.

Mesmo sendo do mesmo partido que o presidente, Viana ainda não recebeu, oficialmente, apoio de Bolsonaro.

“O partido é soberano em decidir quem será o candidato ou se será feito alguma aliança”, disse Viana. Ele ainda disse que não vai desistir da candidatura, apesar do impasse dentro do partido.

?Eu não vou desistir apesar de toda resistência que tenho enfrentado, o que é legítima?, falou ele.

No dia 26 de maio, o senador acompanhou o presidente em visita a Minas Gerais. Porém, em Belo Horizonte, em evento de posse da diretoria da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), ele demonstrou apoio a Romeu Zema:

“Já que o governador acabou de ocupar a tribuna, time que está ganhando não se mexe”, disse Bolsonaro.

Nas eleições de 2018, ele esteve no palanque de Romeu Zema (Novo), que venceu o pleito. Porém, oficialmente, o atual governador disse que vai apoiar Felipe D’Ávila (Novo) no 1º turno.

Veja os vídeos mais assistidos do g1 Minas:

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS