REDES SOCIAIS

18°C

PL que cria programa de assistência psicológica para gestantes e puérperas é aprovado em VG

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

Foi aprovado, na sessão ordinária desta terça-feira (12), pelos vereadores da Câmara Municipal de Várzea Grande, o Projeto de Lei n° 222/2023, de autoria da Vereadora Gisa Barros (União Brasil), que visa a criação de um programa de assistência psicológica para mulheres e puérperas combatendo a depressão pós-parto. O PL garantirá as pacientes atendimento especializado em consultas individuais para diagnosticar a possível depressão e tratá-la corretamente.

Gisa afirma que o aumento crescente da depressão pós-parto é uma preocupação eminente e pede por políticas públicas eficazes para o combate.

“Diante de tal realidade, compreende-se que o diagnóstico clínico e o tratamento adequado da depressão pós-parto é por meio do acesso das gestantes e puérperas ao atendimento especializado em saúde mental, realizado por profissionais capazes de proporcionar efetivamente a compreensão da realidade desta mulher na totalidade e do contexto por ela a ser vivido”, relata Gisa.

O PL foi levado a Plenário onde foi aprovado por unanimidade e deve receber a sanção ou veto do Poder Executivo. Um recente estudo realizado pela fundação britânica Parent-Infant revelou que a depressão pós-parto acomete cerca de 25% das mães brasileiras no período de seis a 18 meses após o nascimento do bebê.

A depressão pós-parto traz inúmeras consequências ao vínculo da mãe com o bebê, sobretudo no que se refere ao aspecto afetivo. A literatura cita efeitos no desenvolvimento social, afetivo e cognitivo da criança, além de sequelas prolongadas na infância e adolescência.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS