REDES SOCIAIS

35°C

PP se afasta de movimento golpista do PL e vai dizer ao TSE que não endossa reclamação sobre urnas

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O PP decidiu se afastar do movimento golpista ensaiado pelo PL, que nesta semana acionou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para pedir revisão extraordinária do resultado do segundo turno.

O PP vai dizer ao tribunal que não endossa a reclamação do PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, sobre as urnas eletrônicas.

Na ação que enviou ao TSE, o PL falou em nome de toda a coligação, da qual o PP fez parte.

O presidente do tribunal, ministro Alexandre de Moraes, não acolheu o pedido do PL e ainda multou a coligação em R$ 22,9 milhões. Moraes entendeu que a argumentação do PL contra as urnas era esdrúxula e que o partido incorreu em litigância de má fé — quando a Justiça é acionada de forma irresponsável.

“O presidente Valdemar como representante da coligação entrou em nome da Coligação , mas não tivemos nenhuma participação nesse processo, sequer fomos intimados ou citados e como podemos ser penalizados?”, questionou Claudio Cajado, presidente do PP.


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS