REDES SOCIAIS

23°C

Procurador-geral de Justiça de MT aponta fatores técnicos e defende troca de VLT por BRT

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O procurador-geral de Justiça de Mato Grosso José Antônio Borges, apontou fatores técnicos e se declarou favorável a substituição do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) pelo BRT (Ônibus de Transporte Rápido) em Cuiabá.

O questionamento foi feito durante o quadro “Pinga Fogo” no “Programa Wilson Santos”, na última sexta-feira (11).
“Pelos técnicos e o que lhes foi colocado, é claro que é o BRT”, afirmou.

O imbróglio sobre a troca do modal é um assunto discutido há muito tempo no Estado. Em maio desse ano, o Tribunal de Contas da União (TCU) suspendeu todas as obras que relacionassem ao BRT, na ocasião, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou que a substituição do VLT seria uma “vontade pessoal do governador” Mauro Mendes (União).

Emanuel enfatizou que a luta do Palácio Alencastro pelo VLT já está surtindo resultados e enfatizou que não existem projetos que dão segurança ao BRT.

Em contrapartida, Mendes afirmou que a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) já havia ajuizado um recurso contra a decisão e que a prefeitura de Cuiabá induziu a Corte de Contas ao erro.

VLT x BRT

A promessa de uma transformação na mobilidade urbana com um VLT percorrendo cerca de 22 km entre Cuiabá e Várzea Grande é herança dos projetos da Copa Fica 2014, quando a capital foi escolhida como uma das cidades sede dos jogos. A Arena Pantanal seria uma das paradas estratégicas na malha do VLT, que não saiu do papel e já custou mais de R$1 bilhão.

Com vagões prontos e estacionados mensalmente demandando manutenção, o projeto mostra os prejuízos de uma obra inacabada diariamente, especialmente em Várzea Grande. A cidade, segunda maior do Mato Grosso, é literalmente rasgada ao meio pelas obras do VLT, sendo hoje também um dos pontos mais perigosos para o trânsito e pedestres que passam pela avenida da FEB.

Na última quarta-feira (8), a Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados aprovou a data da visita técnica nas obras VLT. De acordo com o deputado federal José Medeiros (PL), a vistoria está agendada para o próximo dia 8 de julho, às 9 horas.

A vistoria técnica, solicitada pelo deputado federal Gutemberg Reis (MDB-RJ), deve verificar a situação da obra.

Em dezembro de 2020, o governador anunciou a troca do modal pelo BRT, devido às impossibilidades e irregularidades relacionadas ao VLT. Gutemberg destacou que a troca ocorreu sem diálogo e de forma “impositiva” aos municípios que estão localizados os trilhos.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS