REDES SOCIAIS

19°C

Projeto brasileiro que dá transparência a publicações oficiais é premiado na Cúpula do Prêmio Nobel

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

O projeto brasileiro “Querido Diário” foi um dos premiados pela cúpula do Nobel Summit 2023, em Washington D.C., nos Estados Unidos. O evento reúne grandes nomes das ciências sociais para debater diversos assuntos, e tem como tema, neste ano, o combate à desinformação.

Fernanda Campagnucci, diretora executiva da Open Knowledge Foundation, empresa que criou a plataforma, disse ao g1 que a iniciativa venceu a concorrência com mais 99 projetos. A iniciativa foi uma das nove destacadas pelo evento, realizado entre quarta-feira (24) e sexta-feira (26).

O projeto brasileiro propõe utilizar inteligência artificial para classificar, contextualizar e expandir as informações dos diários oficiais dos municípios do país. Focar no conteúdo público, inclusive, é um dos diferenciais do “Querido Diário”, que tem como principal objetivo facilitar o acesso a essa material que tem a veracidade comprovada.

“A mentira circula muito facilmente e a verdade ainda é muito difícil de obter”, afirmou Campagnucci.

Reconhecimento internacional

Os desenvolvedores do projeto esperam que o reconhecimento internacional na cúpula do Nobel Summit resulte na expansão do “Querido Diário”: capaz de atuar em 2420 cidades, a plataforma hoje contem o conteúdo de apenas 69.

Inicialmente, a plataforma foi financiada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), pela Aliança Fundação Lemann & Imaginable Futures, pela Fundação Oswaldo Cruz e por financiamentos coletivos. Os organizadores esperam negociar mais recursos para o projeto durante o evento.

Veja abaixo um vídeo promocional apresentado pela Open Knowledge durante o evento do Nobel Summit.

O evento é organizado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a Digital Public Goods Alliance, a Fundação Nobel e a Academia Estadunidense de Ciências.

Essa é apenas a segunda edição do Nobel Summit. A primeira aconteceu em 2021 e o tema principal foi a sustentabilidade.

O evento visa reunir nomes importantes para debates contemporâneos, diferentemente da premiação entregue pela fundação Nobel todos os anos desde 1901, que premia destaques nas áreas da química, física, economia, paz e literatura.

Na edição de 2023, a vencedora do prêmio Nobel da Paz de 2021, Maria Ressa, estará presente.

Ressa é uma filipina chefe da Rappler, um veículo de notícias que ganhou reputação por suas reportagens sobre o ex-presidente Rodrigo Duterte e sua guerra mortal contra as drogas.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS