REDES SOCIAIS

28°C

PT-MT aprova pré-candidatura dos professores Domingos Garcia ao Governo e Enelinda Scalla para Senado

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O Encontro de Tática Eleitoral do Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso (PT-MT) aprovou neste domingo (29), a pré-candidatura ao governo do Estado, do professor Domingos Garcia e a pré-candidatura ao Senado, da professora Enelinda Scalla. Os nomes serão levados ao debate na federação Brasil da Esperança, composta por PT, PV e PCdoB.

Durante o encontro, a pré-candidatura ao governo do professor Domingos Garcia recebeu 95 votos, vencendo o professor Reginaldo Araújo que recebeu 18 votos. A pré-candidatura ao Senado de Enelinda Scalla foi aprovada por 72 votos, o pré-candidato James Cabral obteve 24 votos, sendo que 02 delegados se abstiveram.

O encontro contou com a participação de 138 delegados e delegadas, também aprovou a Resolução Política do PT-MT, que orientará a tática a ser debatida pela sigla junto à federação, visando a construção da vitória nas eleições 2022.   As pré-candidaturas do PT-MT à eleição proporcional também foram homologadas no Encontro e serão apresentadas à federação, para debate e construção das chapas à Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa.

O evento teve abertura realizada pelo presidente estadual do partido, Valdir Barranco e também contou com saudação do presidente do PV de Cuiabá, Aluízio Leite e da representante do PCdoB estadual, professora Maria Lúcia Cavalli Neder. Barranco destacou a importância do encontro, visando a mobilização do PT junto aos partidos da federação, bem como das siglas do campo democrático e popular do Estado, os movimentos sociais e populares, para construção da vitória de Lula nas eleições presidenciais. “Nossa prioridade no PT e na federação é a eleição de Lula.

E o companheiro Lula não será candidato apenas do PT e sim de um Movimento pela retomada da democracia e pela reconstrução do nosso País”, disse.   Aluízio Leite e Maria Lucia também destacaram a importância da construção da federação tanto para sustentar a campanha de Lula em Mato Grosso, quanto para construção das candidaturas proporcionais e majoritárias, que disputarão à Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados, Senado da República e governo do Estado. “Nossa unidade e nossa luta será para ampliar o arco de alianças do presidente Lula, para derrotarmos o fascismo que está no governo federal”, disse Maria Lúcia.

“Temos plenas condições de conquistar a vitória de Lula em Mato Grosso, reeleger a deputada federal Rosa Neide e ampliar nossa presença na Câmara, bem como eleger uma ampla bancada na Assembleia Legislativa e disputar o governo do Estado para vencer”, disse Aluízio Leite.

Resolução

Após a aprovação das pré-candidaturas houve debate sobre a Resolução Política do Encontro. Duas Resoluções foram apresentadas. A mais votada obteve 75 votos, a segunda colocada ficou com 30 votos, sendo 02 abstenções. A Resolução aprovada defende como prioridade do PT-MT, a eleição de Lula à presidência da República, a ampliação de cadeiras na Assembleia e a manutenção/ampliação da cadeira na Câmara dos Deputados. Para isso a Resolução defende a ampliação do diálogo com outros partidos e federações, visando a ampliação do movimento democrático e popular para derrotar Jair Bolsonaro e Mauro Mendes.

O texto também descreve a atual conjuntura de ataques aos direitos sociais promovidos por ambos governos e enfatiza a necessidade da eleição de um novo programa para governar o Brasil e Mato Grosso. Nesse sentido “o Encontro de Delegados e Delegadas avalia que o PT-MT dispõe de quadros legitimados e capazes para disputar e vencer as eleições gerais de 2022, colocando-se para a Federação e para e eventual Coligação Majoritária com possibilidade de encabeçar chapas ou apoiar candidatos apresentados por partidos da federação ou por outros partidos ou federação partidária dentro dessas bases programáticas”.

O encontro também contou com as participações: da deputada federal Professora Rosa Neide (PT), do líder do PT na Assembleia Legislativa, deputado estadual Lúdio Cabral, do vice-presidente do PT-MT e presidente da CUT-MT, Henrique Lopes, da vereadora por Cuiabá, Edna Sampaio (PT) e da vereadora por Sinop, Graciele Marques (PT). (Com Informações Assessoria)  

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS