REDES SOCIAIS

33°C

Reforma tributária: deputados propõem ampliar, para até R$ 150 mil, isenção para compra de carros por pessoas com deficiência

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O relatório divulgado pelo grupo de trabalho da Câmara que discute a regulamentação da reforma tributária prevê um novo teto de isenção de impostos para a compra de carros por pessoas com deficiência (PCDs).

O parecer divulgado nesta quinta-feira (4) estabelece que os PCDs terão direito à isenção dos dois novos impostos criados pela reforma ? IBS e CBS ? em veículos de até R$ 150 mil.

A isenção será aplicada a até R$ 70 mil do preço total do automóvel.

A proposta discutida pela Câmara regula o funcionamento e as aplicações dos diversos mecanismos introduzidos pela reforma tributária.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), prevê levar o texto à votação do plenário da Casa já na próxima semana ? antes do início do recesso parlamentar, programado para 18 de julho.

Após a análise da Câmara, o texto ainda terá de ser submetido à votação do Senado. Somente depois disso, poderá ser enviado à sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Como ficou a proposta

Originalmente, a proposta encaminhada pelo governo ao Congresso estabelecia R$ 120 mil como teto para isenção de impostos na compra de carros por PCDs.

De acordo com o texto, a isenção valerá para a compra de carros de passageiros de fabricação nacional. O teto não inclui os custos de adaptação do veículo.

O benefício será concedido a partir de apresentação de um laudo de avaliação e para pessoas com:

  • deficiência física, visual ou auditiva
  • deficiência mental severa ou profunda
  • transtorno do espectro autista

Pelas regras atualmente em vigor, há isenção de IPI para automóveis adquiridos por PCDs de até R$ 200 mil. No caso do ICMS, o teto é de R$ 120 mil.

O IPI e o ICMS deixarão de existir com a reforma tributária.. Eles darão lugar à CBS e ao IBS:

  • Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS): tributo de competência federal que unifica PIS, Cofins e IPI
  • Imposto sobre Bens e Serviços (IBS): unificação do ICMS (estadual) e o ISS (municipal), que terá gestão compartilhada entre estados e municípios

O texto prevê que o valor do teto será atualizado anualmente, com base na variação do preço médio dos automóveis novos na Tabela Fipe.

Táxis ecológicos

Além da isenção para pessoas com deficiência, o texto também garante isenção ? como já prevê a legislação em vigor ? a taxistas.

Para eles, a alíquota zero do IBS e do CBS valerá na compra de carros novos:

  • elétricos
  • com motor 2.0 que sejam flex ou movidos a combustíveis renováveis.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS