REDES SOCIAIS

19°C

Relatório da IFI indica déficit fiscal de 0,7% do PIB

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Relatório divulgado pela Instituição Fiscal Independente (IFI) nesta sexta-feira (28) indica que o Brasil pode fechar o ano com um déficit fiscal de R$ 75 bilhões se não tomar medidas para cortar gastos e ampliar a arrecadação.

O valor corresponde a cerca de 0,7% do PIB.

Segundo a IFI, vinculada ao Senado, mesmo desconsiderando os gastos extraordinários para enfrentar a tragédia das chuvas no Rio Grande do Sul, o rombo seria de 0,5% do PIB ? o dobro do máximo permitido pelo arcabouço fiscal, que seria de 0,25%.

Segundo o diretor-executivo do IFI, Marcos Pestana, o relatório prevê também “déficits permanentes e crescentes” em 2025, 2026 e 2027, e risco de um “estrangulamento orçamentário radical” em 2027.

A IFI cita, inclusive, o risco de um “shutdown” ? termo usado quando um governo precisa paralisar serviços públicos por falta de dinheiro.

Essa necessidade de contingenciamento coloca em dúvida a posição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), uma vez que Lula tem relativizado a questão do corte de gastos em suas declarações públicas.

Dessa forma, a situação pode gerar riscos, por exemplo, nas contratações, nos concursos e nos salários.

Nesses últimos dias, o presidente descartou o debate que estava sendo feito pela equipe econômica sobre desvincular os benefícios previdenciários do salário mínimo. Portanto, será necessário que o governo encontre uma solução.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta quinta-feira (27), que é necessário equalizar a relação entre a dívida e o PIB. Mas o que se vê é o presidente resistindo a isso.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS