REDES SOCIAIS

28°C

Sala de imprensa do Ministério da Economia é batizada com nome do jornalista Ribamar Oliveira

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O jornalista Ribamar Oliveira, que morreu no ano passado, aos 67 anos, vítima de Covid-19, foi homenageado nesta quarta-feira (1º) em Brasília. A sala do Ministério da Economia usada por jornalistas que cobrem assuntos relacionados à pasta foi batizada com o nome dele.

Riba, como era chamado pelos colegas, era colunista e repórter especial do jornal “Valor Econômico”. A homenagem ocorre no dia em que se completa um ano da morte de Oliveira.

A cerimônia contou com a presença de familiares de Oliveira, colegas de trabalho e dos ministros Paulo Guedes (Economia) e Adolfo Sachsida (Minas e Energia).

Houve descerramento de uma placa que batiza a sala, chamada de comitê de imprensa, com o nome “jornalista Ribamar Oliveira”.

“Estou muito seguro de que justamente pessoas excepcionalmente talentosas, como era o Ribamar, fazem diferença no tempo”, afirmou Guedes.

Jornalistas presentearam a família de Oliveira com uma fotografia tirada em um dia de trabalho no ministério.

Na foto, Ribamar aponta para o ex-ministro da Fazenda Mário Henrique Simonsen, o primeiro que ele acompanhou como jornalista de economia.

Simonsen foi ministro da Fazenda no governo de Ernesto Geisel, de 1974 a 1979, durante a ditadura militar. Desde então, a pasta foi chefiada por outros 22 ministros.

A trajetória de Ribamar Oliveira

Formado em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), Ribamar passou pelos principais jornais e revistas do país.

Foi chefe de redação da sucursal de “O Globo” em Brasília; repórter do “Jornal do Brasil”; e coordenador de economia, repórter especial e colunista do jornal “O Estado de S. Paulo”. Também trabalhou nas revistas “Veja” e “Isto é”.

Ribamar trabalhou, ainda, como assessor de imprensa do Ministério do Planejamento, em 1994, ano de lançamento do Plano Real, e como assessor de imprensa do Banco Central. É coautor do livro “A Era FHC, um balanço”.

Atualmente, Ribamar Oliveira trabalhava como repórter especial do jornal “Valor Econômico”, em Brasília, onde cobria as notícias relacionadas às contas públicas. Tinha uma coluna semanal, publicada às quintas-feiras.

VÍDEOS: notícias de economia

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS