REDES SOCIAIS

33°C

Sem citar racha, Michelly fala sobre articulações do UB para eleição de 2024

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

A vereadora por Cuiabá, Michelly Alencar do União Brasil, falou nesta quarta-feira (15) sobre as articulações da sigla em torno da disputa pela prefeitura de Cuiabá nas eleições municipais de 2024. Sem citar o racha interno, a parlamentar afirmou que apesar do partido possuir diversos nomes de peso para o pleito, as discussões para definir um nome devem ser feitas apenas no ano que vem.

“Nós estamos vivendo um momento de muita especulação, muitos nomes estão surgindo, dúvidas sobre possíveis mudanças de partido, alianças que serão firmadas, é um momento de especulação mesmo, inclusive tivemos o Diretório Estadual do União reunido para aparar algumas arestas, alinhar como será o comportamento do partido no ano que vem, que será o ano em que acontece as eleições. […]Mesmo com todas essas especulações, eu acho que a hora para falar sobre um nome para prefeito deve ser só no ano que vem”, disse em entrevista ao Veja Bem MT.

Na ocasião, Michelly chegou a mencionar o deputado estadual e atual presidente da Assembleia Legislativa (ALMT) Eduardo Botelho (União), que já manifestou diversas vezes ter interesse na disputa. Segundo a vereadora, assim como os outros nomes que vem sendo ventilados, como o do deputado federal Fábio Garcia também do União e o do vice-prefeito da capital José Stopa (PV), o objetivo principal dos pré-candidatos deverá ser ‘mostrar serviço’ para a população cuiabana.

“O Botelho que agora é mais uma vez presidente da Assembleia Legislativa, acredito que agora a principal missão dele é ser um excelente deputado e presidente da Casa e os resultados que vão caracterizá-lo como um nome para a prefeitura de Cuiabá, da mesma forma será com o Fábio Garcia, o Stopa do outro lado. […] No União nós temos diversos nomes capacitados, fortes. O Botelho, por exemplo, que a gente sabe que já um nome e uma das nossas opções, mas temos outros também. Daqueles que foram citados como possíveis nomes hoje, o objetivo é fazer um bom trabalho”, reiterou.

Além disso, a parlamentar aproveitou para falar sobre o caos hoje instaurado na Saúde Municipal. Para Michelly, o próximo gestor de Cuiabá deverá conduzir a pasta “com mais responsabilidade”.

“Será uma eleição muito importante para Cuiabá, visto todo o cenário que estamos vivendo, nós precisamos de alguém disposto a encarar com mais responsabilidade, principalmente, no que tange a Saúde. No União nós temos diversos nomes capacitados, fortes. O Botelho, por exemplo, que a gente sabe que já um nome e uma das nossas opções, mas temos outros também. Daqueles que foram citados como possíveis nomes hoje, o objetivo é fazer um bom trabalho”, comentou.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS