REDES SOCIAIS

33°C

Senadora Mara Gabrilli, do PSDB, será confirmada como vice na chapa de Simone Tebet

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) será a vice na chapa à Presidência da República da senadora Simone Tebet (MDB-MS). O MDB trabalha para fazer o anúncio até esta terça-feira (2).

Líderes do MDB e do PSDB devem se encontrar em São Paulo na tarde desta segunda (1º) para afinar os detalhes.

O arranjo político que possibilitou a escolha de Mara Gabrilli teve a retirada, por parte do MDB, de uma candidatura própria ao governo do Rio Grande do Sul. O partido decidiu apoiar a reeleição de Eduardo Leite, do PSDB. Assim, o caminho ficou livre para os dois partidos selassem uma chapa no plano nacional.

Segundo fontes ouvidas pelo blog, o nome de Gabrilli é bem visto pela coordenação da campanha de Tebet, que garante ter resultados positivos em pesquisas internas sobre uma chapa totalmente feminina.

Gabrilli está no meio de mandato como senadora por São Paulo, maior colégio eleitoral do Brasil, onde teve mais de 6 milhões de votos em 2018.

Além disso, segundo interlocutores da campanha, a senadora traria à pauta um discurso fortalecido de inclusão. Em 2018, Mara Gabrilli foi eleita para representar o Brasil no Comitê sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência da ONU, se tornando a primeira brasileira a ocupar o cargo.

Principal nome cotado para ser vice de Tebet desde o início da relação MDB – PSDB, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) se afastou da possibilidade de concorrer na chapa. Sua família tem, constantemente, feito pedidos para que o senador deixe a linha de frente da política e se dedique a projetos pessoais.

Além disso, Tasso tem sido ator ativo no Ceará, onde costura acordos locais e é considerado fiel da balança em muitos impasses.

Mesmo sem o posto de vice, o senador já garantiu a Simone Tebet que também participará ativamente da coordenação de sua campanha à presidência da República. Tasso deve, inclusive, passar um longo período em São Paulo, de onde tentará conquistar mais votos para a candidatura emedebista.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS