REDES SOCIAIS

26°C

STJ mantém prisão preventiva da ex-deputada Flordelis

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Por unanimidade, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta terça-feira (26) manter a prisão preventiva da ex-deputada federal Flordelis.

Flordelis foi presa em agosto de 2021, dias após ter seu mandato cassado pela Câmara. A ex-parlamentar é acusada de ordenar a morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, executado a tiros em 2019 em Niterói (RJ). Daqui a duas semanas, Flordelis deve ser submetida a júri popular.

Os ministros analisaram um recurso da defesa da ex-deputada pedindo a revogação da prisão. Os advogados alegaram que o processo de Flordelis na Justiça do Rio é repleto de vícios processuais, que há cerceamento da ampla defesa e que não há elementos que justifiquem a prisão.

O relator do caso, ministro Antônio Saldanha Palheiro, afirmou que a prisão preventiva está fundamentada. O ministro lembrou a prisão foi decretada após o descumprimento de diversas medidas restritivas e após indicações de tentativas de interferir nas investigações.


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS