REDES SOCIAIS

34°C

?Temos 1600 pessoas presas, a maioria inocente?, diz Cattani sobre atos golpistas que aconteceram em 2023

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

CATTANI (1).jpg

 

O deputado Estadual de Mato Grosso Gilberto Cattani (PL) afirmou que, neste 8 de janeiro, durante os atos pela democracia, o Brasil “não tem nada a comemorar”. Segundo ele, as prisões e ações contra pessoas que invadiram e depredaram as sedes dos três Poderes no ano passado se tornaram “políticas” e não relacionadas aos atos de vandalismo.  

“Quem tem que comemorar é quem teve lucro e nós não tivemos. Nossas manifestações são pacíficas e dentro dessas manifestações pacíficas nós temos 1600 pessoas presas, a maioria inocente. Estão até hoje pagando um preço altíssimo. Nós não temos nada que comemorar”, disse em entrevista na manhã desta segunda-feira (8).    

O parlamentar também argumentou que os ministros do STF fazem o que querem. Para ele, estão agindo de forma ideológica para punir inimigos políticos, caracterizando a situação como perseguição política.  

Simultaneamente aos atos pela democracia realizados em Brasília, com o presidente Lula (PT), a Polícia Federal conduz mais uma etapa da Operação Lesa Pátria. São 10 mandados cumpridos em Mato Grosso contra investigados envolvidos nos atos golpistas que causaram danos ao patrimônio público.

Na época, os manifestantes se rebelaram contra o resultado das urnas, que elegeu Lula em detrimento do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).  

Ao todo, são 47 mandados judiciais sendo cumpridos em 10 estados e no Distrito Federal. Sabe-se que são 46 mandados de busca e um de prisão preventiva. Os alvos não foram divulgados.  

 

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS