REDES SOCIAIS

23°C

Tigresa diz que sempre se interessou por política e relembra protesto nua contra buraco no asfalto

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

A atriz pornô Ester Caroline Pessatto, popularmente conhecida como ‘Tigresa Vip’, concedeu uma coletiva de imprensa na última quinta-feira (26), após o retorno da sua filiação no Partido dos Trabalhadores (PT), onde afirmou que “sempre se interessou por política”, relembrando um protesto nua em 2018 em meio a buracos no asfalto. Tigresa se coloca como pré-candidata à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

“Eu sempre gostei de ajudar a população. Teve aí o vídeo do protesto, que inclusive na época eu era menor de idade, tinha 17 anos. Desde àquela época, desde antes também, eu tenho observado a situação do nosso estado. Eu sempre quero trazer benfeitorias ao nosso estado. A situação que está é o que me motivou, estradas esburacadas, saúde. Isso foi o que me motivou, ajudar a população”, enfatizou.

Ao ser questionada sobre as suas principais bandeiras na ALMT, caso seja eleita, Ester afirmou que irá defender a diversidade de gênero e sexualidade, além de se posicionar a favor das mulheres e da população ribeirinha.

“LGBTQIA+, defender as mulheres, uma classe também que está bem abandonada que é a dos pescadores, a cidade de Barão de Melgaço está abandonada, é um povo sofredor, eu moro na beira do rio, converso com os pescadores, sei a dificuldade que eles estão passando. Uma coisa é você falar, outra coisa é você estar ali e conhecer os ribeirinhos, as dificuldades que eles passam”, destacou.

A coletiva foi concedida ao lado do ex-juiz federal Julier Sebastião e do advogado Paulo Lemes, que integram a equipe de defesa da atriz pornô. Ester passou por um imbróglio interno no PT, com a sua filiação suspensa pelo presidente da sigla em Mato Grosso, o deputado estadual Valdir Barranco, que disse só aceitar o seu ingresso sob decisão judicial.

Na última quarta-feira (25), o juiz Alexandre Paulichi Chiovitti, da 38ª Zona Eleitoral de Santo Antônio do Leverger (a 34 km de Cuiabá), determinou que o PT restabelecesse a filiação de Tigresa. Segundo o magistrado, a suspensão do seu ingresso na sigla ocorreu sem o direito à ampla defesa por parte do diretório.

A atriz pornô admitiu que não entende muito sobre política, mas afirmou estar disposta a aprender, e destacou que deve ter problemas com o PT para chancelar a sua pré-candidatura, nas convenções partidárias que irão ocorrer em agosto. Apesar disso, Ester não quer ser reconhecida exclusivamente pelo seu trabalho em conteúdos adultos.

“Quero que conheçam essa menina simples, que começou a trabalhar com nove anos de idade, que sempre quis ajudar todo mundo. Isso nunca vai mudar, quero mostrar para a população, para as pessoas, que eu não sou só a Tigresa”, disse.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS