REDES SOCIAIS

18°C

TRE acata pedido do PTB e suspende pesquisa que apontava Mendes com vitória no 1º turno

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O juiz Gilberto Bussiki do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), acatou no fim da tarde desta terça-feira (14), o pedido do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) para suspender a pesquisa eleitoral que apontava vitória do atual governador Mauro Mendes (União Brasil), com larga vantagem sobre os adversários.

A pesquisa é da empresa paulistana Real Time MIdia Ltda., e havia sido divulgada nesta terça-feira (14).

Utilizando candidatos de Mato Grosso usou metodologia de Rondônia. O PTB identificou duas irregularidades que poderiam ‘desonrar’ a pesquisa e “distorcer de maneira significativa o resultado das eleições”, ao “induzir o eleitor em erro”.

Conforme a decisão do magistrado, citou o fato de que a pesquisa tem a assinatura tem um profissional de estatística.

Em relação à citação ao Estado de Rondônia, o juiz aponta um possível erro de digitação contido na descrição da metodologia.

Uma vez que a pesquisa foi aplicada em moradores de Mato Grosso.

Diante do erro, Bussiki optou em suspender a pesquisa.

A pesquisa

Mende se reelegeria ainda no primeiro turno. Na categoria estimulada, o chefe do Paiaguás aparecia com 43% das intenções de voto. O índice de confiança é de 95% e a margem de erro é de 3,2% para mais ou para menos.

Logo em seguida, aparece o Procurador Mauro (PSOL) com 9%, e Victório Galli (PTB) com 6%.

Brancos e nulos foram 18%, e os que não sabem ou não responderam, 23%.

O Instituto foi contratado pela TV Record e esse foi o primeiro levantamento realizado em Mato Grosso. Ao todo, foram ouvidos 1.500 eleitores por telefone entre os dias 12 e 13 de junho.

A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número MT-04447/2022.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS