REDES SOCIAIS

33°C

TSE não deve extinguir comissão de transparência

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Ao menos um integrante do Supremo Tribunal Federal defendeu recentemente concluir as atividades da Comissão de Transparência das Eleições após a conduta dos militares.

Apesar da sugestão de concluir os trabalhos da comissão, uma vez que o TSE já respondeu a todos os questionamentos das Forças Armadas, integrantes da corte eleitoral disseram ao blog que os trabalhos do grupo não devem ser concluídos e que a atual configuração do grupo deve ser mantida.

Não está claro até quando a comissão seguirá funcionando –é possível que seja até as eleições de outubro.

O órgão foi criado pelo TSE em setembro do ano passado para discutir medidas que possam ampliar ainda mais a transparência e a segurança das eleições. Participam dela as Forças Armadas, representantes da sociedade civil, de universidades e do Congresso.

O presidente Jair Bolsonaro, que é chefe do Ministério da Defesa e das Forças Armadas, tem feito seguidos ataques às urnas eletrônicas e colocado em dúvida a transparência das eleições.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS