REDES SOCIAIS

23°C

Vereador acusa AL de arquivar RGA a mando de Mendes e pede candidato de oposição ao Governo

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O vereador e pré candidato a deputado federal, Sargento Joelson (PSB), afirmou durante sessão ordinária desta quinta-feira (9), na Câmara Municipal de Cuiabá, que a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), arquivou o pedido de 4,18% de Reajuste Geral Anual (RGA) de 2018 para os servidores públicos a “mando” do governador Mauro Mendes (União Brasil).

“No dia de ontem, a Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso a mando do governador Mauro Mendes, não deixou passar uma lei que nos garantia 4% de RGA de 2018, que seria pago em 2019. Um acordo do então governador Pedro Taques para pagar esses 4% no finalzinho de 2018 e início de 2019. E o governador Mauro Mendes teve a oportunidade de ontem, concertar esse problema de 4 anos atrás e não fez, e não fez por birra que ele tem com o servidor público”, disse ele.

Durante sua fala na Casa Municipal de Leis, Joelson destacou que apoiou Mendes em 2018 nas eleições que o tornaram governador do Estado, porém, agora, afirma que a classe de servidores não o apoiará no pleito deste ano, sugerindo uma articulação para que haja um candidato de oposição. Segundo ele, há cerca de 30% de votos válidos formados pelos servidores.

“Eu defendi Mauro Mendes na campanha em 2018 por entender que nós tínhamos chegado num patamar financeiro bom e que a partir daí nós precisávamos de um gestor, bom que pudesse nos cobrar qualidade no serviço. Ele tinha experiência para isso, mas ele preferiu apertar o servidor público. A partir de hoje, os servidores não contam mais com o senhor. Nós estamos atrás de um novo governador. Essa eleição não será vencida por W.O.. Os servidores públicos vão fazer candidato. Temos 30% dos votos válidos para oferecer”, finalizou.

Joelson utilizou um cartaz com os dizeres “Procura-se candidato (a) a governador (a) em Mato Grosso. Oferecemos 30% dos votos, + de 100 mil voluntários”.

O parlamentar ainda pontuou que hoje o estado possui cerca de 107 mil servidores públicos, sendo que 74 mil são da ativa e 33 mil aposentados.

“A minha fala hoje será direcionada aos 107 mil servidores públicos do estado de Mato Grosso. [Cerca de] 74 mil servidores na ativa e 33 mil servidores aponsentados deste estado”, declarou ele.

Arquivamento RGA

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), arquivou nesta última quarta-feira (8), a proposta de decreto legislativo que autorizava o governo do Estado de pagar 4,18% a favor dos servidores públicos estaduais a título de reposição inflacionária a partir de 2018.

 

 

 

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS