REDES SOCIAIS

17°C

Alckmin anuncia portaria para ‘estimular doações’ do exterior ao Rio Grande do Sul

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento da Indústria e Comércio (MDIC), Geraldo Alckmin, anunciou que o Brasil aceitará toda e qualquer doação de bens de consumo usados e equipamentos vindos do exterior e destinados ao Rio Grande do Sul. O pronunciamento foi feito nesta sexta-feira (10).

“A portaria foi feita para não haver nenhum óbice e estimular que o mundo todo possa ajudar a nossa querida população do Rio Grande do Sul”, afirmou Alckmin.

A autorização se dará por meio de uma portaria do MDIC que será publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) ainda nesta sexta. Segundo o vice-presidente, a portaria terá validade de 30 dias. Até a última atualização desta reportagem, a portaria não tinha sido publicada.

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Até a edição da portaria, toda e qualquer doação de bens de consumo usados ou equipamentos era proibido no país. De acordo com Alckmin, o pedido de flexibilização foi feito pelo governo gaúcho para superar os estragos causados pelas chuvas no estado nas últimas duas semanas.

É um pedido do próprio estado do Rio Grande do Sul, do governo do Rio Grande do Sul. [Também] recebemos um pedido da CNI, Confederação Nacional da Indústria, da Fiergs, da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul”, explicou o vice-presidente.

Na quarta-feira (8), a Receita Federal publicou uma portaria isentando de tributos todas as doações vindas do exterior e simplificando o processo das importações com destino ao Rio Grande do Sul.

“Mesmo com os trâmites feitos de forma simplificada, estas operações de importação estarão sujeitas a todos os controles realizados pela Receita Federal e demais órgãos de comércio exterior”, afirmou o comunicado da Receita Federal.

  • Atualmente as importações de doações são proibidas no Brasil como forma de impedir a concorrência com as produções feitas pela indústria nacional.

A proposta da portaria é permitir que mais pessoas possam ajudar a atender as necessidades e reconstruir o estado do Rio Grande do Sul, devastado pelas chuvas.

“Vai ter que recuperar o aeroporto do Rio Grande do Sul, você pode ter doação de equipamentos, de esteiras, de reboques usados e também consumo. Imagine que a comunidade da Flórida, de Miami, resolve até uma informação que pode vir um avião de roupas, de mantimentos, enfim, roupas usadas”, exemplificou Alckmin.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS