REDES SOCIAIS

34°C

Anderson Ferreira diz que vai fazer PPPs na saúde e rever toda a rede pública de Pernambuco; veja trecho

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Anderson Ferreira, candidato do PL ao governo do Pernambuco, disse, nesta terça (23), que pretende fazer uma Parceria Público Privada (PPP) na área de saúde e rever toda a estrutura pública, se for eleito (veja vídeo acima).

Ele foi o segundo a ser entrevistado pela apresentadora Clarissa Góes, na série do g1 que começou na segunda-feira (22), com a entrevista de Marília Arraes (Solidariedade).

Por quase seis anos, o candidato foi prefeito de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, e deixou o cargo para concorrer ao governo.

Ele disse que pretende implementar no estado parceria semelhante à que fez na cidade, com um contrato para, via PPP, construir 32 Unidades Básicas de Saúde (UBS).

“A partir do momento que há esse incremento nas unidades básicas de saúde, isso impulsiona muito a saúde, né? Vai ajudar muito. Imagine a Parceria Público Privada no estado. […] Em Jaboatão, ela foi para as Unidades Básicas de Saúde. O que nós precisamos é rever toda área de saúde do estado de Pernambuco, hospital por hospital”, afirmou.

A PPP à qual Anderson Ferreira se refere prevê o repasse de R$ 750 milhões ao município, valores gastos com serviços como manutenção predial, portaria, limpeza e vigilância. A empresa concessionária também fica responsável pela conservação de toda esta estrutura.

LEIA TAMBÉM:

Anderson Ferreira também disse que, antes de ampliar a rede, é preciso ajustar aquilo que, atualmente, já funciona. Ele afirmou que construir hospitais, maternidades e outras unidades não é a solução para os problemas da saúde pública estadual.

“Você não pode expandir se você não requalifica o que você tem. O povo quer médico, remédio e um hospital que tenha realmente um tratamento digno. Agora, lógico, há expansões que precisam ser feitas. Tem regiões que não têm ortopedista e que não têm [Instituto de Medicina Legal] IML. Tem regiões que precisam, sim, ter expandido o serviço”, declarou.

Entrevistados

A primeira entrevistada foi Marília Arraes (Solidariedade). Depois de Anderson Ferreira, participam Danilo Cabral (PSB), na quarta-feira (24); Raquel Lyra (PSDB), na quinta-feira (25); e Miguel Coelho (União Brasil), na sexta-feira (26).

Eles tiveram 5% ou mais na pesquisa Ipec de 15 de agosto e, por isso, serão entrevistados ao vivo por Clarissa Góes, apresentadora do Bom Dia Pernambuco, direto do estúdio do g1, no Recife.

Os outros seis candidatos terão entrevistas de 20 minutos, gravadas sem corte, exibidas entre 29 de agosto e 3 de setembro. A ordem é a seguinte:

Todas as entrevistas ficam disponíveis na íntegra, em vídeo, e em áudio, como episódio especial do podcast “O Assunto”.

A iniciativa do g1 de entrevistar em podcast os candidatos começou em junho, com a série do podcast “O Assunto”, apresentada pela jornalista Renata Lo Prete, com os postulantes à corrida presidencial.

Durante as entrevistas, os candidatos também responderão a perguntas do público.

Clique AQUI para participar. Lembre-se de colocar ?Entrevista g1? no título e, no campo mensagem, envie sua pergunta.

VÍDEOS: mais vistos de Pernambuco nos últimos 7 dias

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS