REDES SOCIAIS

25°C

Após fraude filiar Lula ao PL, TSE passa a exigir dupla confirmação em sistema de filiação partidária

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu mudar o sistema de filiação partidária para reforçar a segurança e reduzir o risco de fraudes.

A partir de fevereiro, o cadastro na Justiça Eleitoral terá que ser feito em duas etapas. Para inserir dados de um novo filiado, o sistema vai exigir que a pessoa confirme as informações em um outro aplicativo ? o e-Título, já usado por eleitores.

No sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Lula aparecia como “formalmente desligado” do Partido dos Trabalhadores desde 15 de julho de 2023 ? data em que a falsa filiação ao PL foi comunicada ao TSE.

O caso foi revelado pelo jornal O Globo na última quinta (11). O TSE confirmou à TV Globo que a senha utilizada para acessar o sistema e inserir a filiação falsa de Lula é de uma advogada do PL.

A alteração na ficha de Lula já foi desfeita e, com isso, o presidente voltou a constar como filiado ao PT ? partido que ajudou a fundar e ao qual está filiado desde os anos 1980.

A apuração interna do TSE identificou claros indícios de falsidade ideológica no caso ? e descartou ataques ao sistema eletrônico ou falhas na programação.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS