REDES SOCIAIS

28°C

Após troca de farpas Botelho minimiza conflito entre Mauro e Márcia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União) minimizou os conflitos entre os candidatos ao Governo e avaliou que o pleito desse ano deve ser “tranquilo”. Nos últimos dias, o governador Mauro Mendes (União) – que busca sua reeleição e a primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (PV) protagonizaram uma troca de farpas logo no início do período de campanha.

Apesar da rixa entre os candidatos, Botelho enfatizou que por estar em “ampla vantagem”, Mendes se encontra tranquilo para a disputa.

“Eu acho que essa campanha vai ser bem tranquila, porque o govenador Mauro Mendes está com uma ampla vantagem e está muito tranquilo, então não tem sentido entrar em um jogo de ataques agora”, avaliou à imprensa na manhã desta quarta-feira (17).

Por outro lado, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), que é o responsável por coordenar a campanha de Márcia, também demonstrou confiança na candidatura da primeira-dama.

Durante sua live semanal, na noite de terça-feira (16), o chefe da Alencastro garantiu que se depender dele, a disputa será “de alto nível”.

Aderindo uma campanha voltada ao social, Márcia irá representar o nome do ex-presidente Lula (PT), pela Federação Brasil da Esperança composta pelos partidos PT, PV e PCdoB.

Além da primeira-dama e do seu vice Vanderlúcio Rodrigues (PP) na disputa ao Governo, o grupo conta com o deputado federal Neri Geller (PP) na disputa ao Senado, com a ex-reitora da Universidade de Mato Grosso, Maria Lúcia Neder (PCdoB) na 1° suplência e o presidente da Fetagri, Nilton Macedo (PT) na 2° suplência.

Já no grupo adversário, que irá representar o presidente Jair Bolsonaro (PL), o grupo conta o nome do atual governador Mauro Mendes e de vice Otaviano Pivetta (Republicanos) na disputa pelo Paiaguás – repetindo a dobradinha vitoriosa em 2018.

Já no Senado, o grupo será representado pelo senador Wellington Fagundes (PL) – que busca sua reeleição com o nome do ex-secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho (União) na 1° suplência.

A 2° suplência do liberal segue indefinida, mas a expectativa é que seja anunciado o nome da ex-prefeita de Juína, Rosana Martinelli (PL) para fechar a chapa.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS