REDES SOCIAIS

29°C

Aprovação de Lula em Mato Grosso sobe 15 pontos e é destaque em O Globo

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Fred Moraes

Única News

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

Uma pesquisa do Instituto de Pesquisa em Reputação e Imagem (Ipri), da Agência FSB, pedida pela Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência da República, revelou que a avaliação de popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cresceu 15 pontos nos últimos seis meses, em Mato Grosso. Conforme o levantamento, a avaliação “ótimo ou bom” de Lula saiu de 27% em junho de 2023 para 42% em janeiro deste ano.

Mato Grosso foi o estado em que a avaliação do governo Lula apresentou maior desempenho. O feito fez com que jornais de alcance nacionais noticiassem o aumento expressivo na aprovação do Estado que é considerado o berço do Agronegócio, setor polarizado desde as eleições de 2022, como o Jornal O Globo, que divulgou a pesquisa em primeira mão.

Os dados da pesquisa ainda mostraram que Mato Grosso atingiu a segunda menor taxa de desemprego do país, com apenas 2,4% da população sem trabalho – atrás apenas de Rondônia, que marca 2,3%. Vale ressaltar que Mato Grosso foi o primeiro estado da região Centro Oeste a ser visitado pelo presidente Lula no primeiro ano de seu terceiro mandato.

Em março do ano passado, o líder petista veio à Rondonópolis (212 km de Cuiabá) para entregar um conjunto habitacional juntamente a prefeitura do município. O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), Valdir Barranco, chegou a revelar que Lula tinha intenção de retornar ao estado, mas para vir a Capital, no entanto a agenda internacional cheia o impediu.

Para este ano é esperada a visita de Lula, principalmente para fortalecer o candidato do PT em Cuiabá, que pode ser o deputado estadual Lúdio Cabral ou a diretora da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Rosa Neide. A pesquisa entrevistou  21.515 pessoas em todo o país entre os dias 6 e 30 de janeiro.      

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS