REDES SOCIAIS

21°C

Bezerra não impedirá candidatura própria do MDB em Cuiabá, mas ressalta que bancada está com Botelho

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Fred Moraes

Única News

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

O presidente estadual do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), o ex-deputado federal Carlos Bezerra, garantiu que o diretório municipal em Cuiabá, comandado pelo advogado Francisco Faiad não será impedido de lançar candidatura própria na capital. No entanto, Bezerra lembrou que a bancada estadual do partido está fidelizada com a pré-candidatura do deputado estadual Eduardo Botelho (União Brasil). Durante uma entrevista a jornalistas nesta quinta-feira (22), Carlos Bezerra disse que não acredita no lançamento de algum candidato para prefeito em Cuiabá, mas que o diretório possui autonomia, desde que não garanta o apoio das grandes lideranças da sigla.

“Tem que consultar a Comissão Provisória. Eles querem candidatura própria, mas isso compete a eles. Não sei se o Juca seria candidato. Tudo bem, caso ele saia candidato ainda seguirá como deputado. Eu converso com Faiad todo dia e queremos o melhor para Cuiabá. Porém, a maioria da bancada estadual apoia Botelho”, disse o presidente.

A fala de Bezerra responde apontamentos feitos por Francisco Faiad essa semana, quando o advogado afirmou que o diretório em Cuiabá ensaiava uma candidatura própria e afirmou o desejo de não caminhar com Botelho, o que surpreendeu a base emedebista. Faiad contou que, para ele, o melhor caminho para o MDB é o lançamento de uma candidatura própria. O presidente da sigla na capital disse que dentro do partido, o que mais tem são nomes capacitados para a disputa. Ele cita o deputado estadual Juca do Guaraná, que já atuou como vereador da capital e possui forte base política, como um pretenso candidato.

Eu defendo, em uma posição pessoal, que o MDB deva lançar candidato próprio à Prefeitura de Cuiabá. Hoje, eu defendo o Juca do Guaraná que é deputado estadual, que teve mias de 20 mil votos e tem uma estrutura legislativa que pode estruturar sua campanha. Logicamente terá outros, temos também dois vereadores. Enfim, vamos discutir nomes”, explica o advogado.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS