REDES SOCIAIS

22°C

Botelho não vê traição em ida de Neri e Fávaro para esquerda

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Eduardo Botelho (União Brasil), afirmou nesta segunda-feira (18), que não vê traição do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Neri Geller (PP) e do senador Carlos Fávaro (PSD), com o governador Mauro Mendes (União Brasil), após união com a federação Brasil da Esperança, formada por PT, PV e PCdoB.

Diante da indefinição de Mauro para escolher um candidato a senador para o seu palanque, Neri “pulou do barco” e se alinhou à esquerda.

“Tem gente colocando como traição. Eu digo que não tem traição nenhuma, nenhuma [de Neri e nem Fávaro], traição de que? Ele veio trabalhando até agora, ajudou a eleger o governador. Ele não tem como, como ele queria que fosse candidato, não tem como, agora ele tá construindo o caminho dele”, pontuou ele.

Botelho ainda afirmou que Neri e Fávaro também não podem dizer que foram traídos pelo governador, levando em conta o cenário político atual.

“Aonde que tem traição? Assim como ele também não pode falar que o governador traiu ele, porque ele também pode dizer ‘não, o governador que me traiu’, não tem traição de ninguém, só circunstância política do momento”, disse ele.

Neri será apoiado pela federação, tendo como 1ª suplente a primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (PV). Já Fávaro, será o coordenador de campanha de Lula no estado.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS