REDES SOCIAIS

29°C

Câmara aprova proposta que exige certidão negativa de crimes para contratação de profissionais que trabalham com crianças

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (20) um projeto que torna obrigatória a apresentação de certidão negativa de antecedentes criminais para profissionais que trabalham com crianças, como professores e babás. Segundo a proposta, o documento deverá ser entregue no ato da contratação.

O projeto, aprovado de forma simbólica pelos deputados, seguirá agora para votação no Senado.

A exigência do documento, prevista na proposta, será incluída entre os dispositivos de prevenção à violação de direitos de crianças e adolescentes no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

De acordo com o ECA, a violação de normas de prevenção de crimes contra menores de idade pode levar à responsabilização de pessoas físicas e jurídicas.

A certidão, segundo o projeto, poderá ?impedir que pessoas utilizem sua condição profissional para se aproximar de crianças com o objetivo de explorá-las sexualmente?.

O texto é fruto de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Casa que apurou casos de exploração sexual de crianças e adolescentes, encerrada em 2014.

A presidente e a relatora do colegiado, deputada Erika Kokay (PT-DF) e a ex-deputada Liliam Sá (PRD-RJ), respectivamente, afirmam que o projeto foi apresentado depois de a CPI concluir que ?muitos casos de exploração sexual de menores são praticados por pessoas que trabalham no atendimento a crianças?.

?É necessário que a legislação contemple essas hipóteses com maior rigor, tendo em vista a maior fragilidade da vítima e a dificuldade na apuração desses crimes, inclusive pelo medo que é imposto à criança pelo agressor que tem acesso livre a ela?, dizem.

Em seu parecer, a relatora do projeto, deputada Laura Carneiro (PSD-RJ), afirmou que a exigência aumenta a proteção de crianças e adolescentes.

?É inegável o mérito do projeto, que institui medida preventiva apta a desempenhar importante papel no atendimento dos interesses de crianças, reforçando o compromisso do Estado brasileiro com os princípios da proteção integral de crianças e adolescentes?, afirmou a parlamentar.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS