REDES SOCIAIS

34°C

Caso das joias é o mais prejudicial para imagens de Bolsonaro e Michelle, analisa Carlos Andreazza

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Jair Bolsonaro e outras nove pessoas serão ouvidas pela Polícia Federal (PF) nesta quarta-feira (5) sobre o caso das joias trazidas ao Brasil no fim de 2022, um escândalo que deve ser o mais prejudicial para a imagem do ex-presidente.

“Esse [caso] eu acho que pega pesado para imagem também da primeira-dama, Michelle, de gente simples e humilde”, avalia Carlos Andreazza em entrevista a Julia Duailibi.

Leia também

O ex-presidente ainda é alvo de outros seis inquéritos no STF.

E diante de uma extensa lista de complicações com a Justiça, Bolsonaro pode vir a se tornar inelegível. É o que prevê Andreazza no podcast O Assunto. Se isso acontecer, é provável que o ex-presidente apele para um discurso de perseguição política, antecipa o colunista do jornal “O Globo”.

“É algo que ele talvez instrumentalize bem porque é consistente com seu discurso de vitimização”, diz.

Ouça a entrevista completa no podcast O Assunto


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS