REDES SOCIAIS

29°C

Força Penal Nacional vai reforçar segurança externa da Penitenciária Federal de Mossoró

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O Ministério da Justiça autorizou o uso da Força Penal Nacional para o reforço da segurança externa da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. A medida foi publicada na edição do Diário Oficial da União desta quarta-feira (21).

Na segunda-feira (19), o governo autorizou o envio de 100 homens e 20 viaturas da Força Nacional para ajudar nas buscas por dois fugitivos da penitenciária. O reforço foi uma solicitação do diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Passos, e acordado com a governadora do RN, Fátima Bezerra.

Em uma portaria publicada nesta quarta-feira, o ministro Ricardo Lewandowski autorizou que os agentes da Força Penal Nacional façam o reforço da ala externa da penitenciária federa.

Além disso, a Força Penal Nacional atuará em treinamentos de segurança dentro da penitenciária. Segundo o Ministério da Justiça, o uso dos agentes será em “caráter episódico e planejado”.

Os treinamentos autorizados pelo Ministério da Justiça serão coordenados pela Secretaria Nacional de Políticas Penais.

Segundo a portaria, o emprego da Força Penal Nacional para o reforço de segurança na região da Penitenciária Federal de Mossoró irá durar 60 dias, começando na sexta-feira (23).

A fuga

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Rogério Mendonça e Deibson Nascimento fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró no dia 14 de fevereiro, Quarta-Feira de Cinzas. Os dois presos, originalmente do Acre, estavam na unidade desde setembro de 2023 e são do Comando Vermelho.

Eles foram transferidos após se envolverem em uma rebelião no presídio Antônio Amaro, em Rio Branco, em julho do ano passado. A rebelião deixou cinco mortos.

Esta foi a primeira fuga registrada na história do sistema penitenciário federal, que inclui ainda penitenciárias em Brasília (DF), Catanduvas (PR), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO).

VÍDEOS: tudo sobre política

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS