REDES SOCIAIS

34°C

Cattani minimiza força de Lula em MT: ?Histórico de corrupção e malandragem?

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Ari Miranda

Única News

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

O deputado estadual Gilberto Cattani (PL) disse a jornalistas nesta semana que o presidente Lula (PT) tem uma “popularidade insignificante” em Mato Grosso, especialmente em Cuiabá, destacando que a maioria dos pré-candidatos a prefeitos e vereadores do estado tenderão a evitar ligações de suas campanhas ao gestor.

Após a definição do deputado Lúdio Cabral como o pré-candidato petista à prefeito de Cuiabá, no início desta semana, chegou-se a cogitar uma possível vinda de Lula a capital de MT, para “dar peso” à candidatura do partido na cidade.

No entanto, em entrevista à Rádio Capital FM, a presidente nacional da sigla, Gleisi Hoffmann, não garantiu que Lula fará de fato a visita, aguardada por sua base mato-grossense desde que assumiu a presidência, em janeiro do ano passado.

Cattani, por sua vez, afirmou que o PT está com um histórico desgastado na política e, por isso, poucos pré-candidatos de MT pretendem “atrelar” suas candidaturas ao partido de esquerda e o líder maior da sigla.

“Lula pode vir a Mato Grosso, mas as pessoas que querem votos se esconderão dele. É simples: basta ver a quantidade de candidatos que quer ir para o PL e a quantidade que quer ir para o PT”, disse.

“Vemos um gigantesco número de pessoas decidindo por um lado [PL] e desprezando o outro [PT], por causa do histórico de corrupção e malandragem”, acrescentou.

O deputado destacou ainda que após a vitória de Lula, o ‘bolsonarismo’ os movimentos de direita no estrado se fortaleceram, enfatizando ainda que a visita do ex-presidente jair Bolsonaro à Mato Grosso, no mês de abril, deve fortalecer as candidaturas de direita no estado.

Mato Grosso está mil vezes mais bolsonarista do que antes, porque sentimos na pele o que é um governo que trata o agronegócio como inimigo, que tenta destruir a todo custo o maior centro de produção do mundo, que é o agro brasileiro”, enfatizou.

Além disso, o parlamentar garantiu que o nome de Lula é irrelevante nas eleições da capital.

“Desconheço a popularidade de Lula em Cuiabá, é insignificante. Temos certeza que nosso partido [PL] fará o maior número de prefeitos e vereadores do Estado. A visita de Bolsonaro é para chancelar isso. Os valores da direita serão preservados”, pontuou.

Jair Bolsonaro deve vir à capital mato-grossense no feriado de 8 de abril, aniversário da cidade, onde participará de um evento com o deputado federal Abilio Brunini e a advogada Flávia Moretti, candidatos a prefeito em Cuiabá e Várzea Grande pelo PL.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS