REDES SOCIAIS

19°C

Eleições 2024: veja quem são os pré-candidatos à Prefeitura de Foz do Iguaçu

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Nove partidos anunciaram pré-candidatos à Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, até esta sexta-feira (26).

O primeiro turno das eleições municipais de 2024 está marcado para 6 de outubro. Caso haja segundo turno, os eleitores voltam às urnas no dia 27 de outubro. Por enquanto, estão em andamento as negociações por alianças.

Veja a lista dos pré-candidatos, em ordem alfabética, e saiba mais sobre eles mais abaixo:

  • Airton José (PSB)
  • Dilto Vitorassi (PT)
  • General Silva e Luna (PL)
  • Juca Rodrigues (PC do B)
  • Kalito Stoeckl (PDT)
  • Nilton Bobato (PV)
  • Paulo Mac Donald (PP)
  • Samis da Silva (PSDB)
  • Sérgio Caimi (PMB)

De acordo com a Justiça Eleitoral, o período para os partidos realizarem convenções e oficializarem os candidatos vai de 20 de julho a 5 de agosto. O pedido de registro da candidatura deve ser feito até 15 de agosto.

Pré-candidatos à Prefeitura de Foz do Iguaçu, em ordem alfabética

Esta matéria é atualizada à medida em que os pré-candidatos são confirmados.

Airton José (PSB)

Airton José tem 60 anos, é apresentador de um programa diário de televisão em Foz do Iguaçu. Ele também é radialista, cerimonialista e tem formação em Direito, atuando em um escritório na cidade.

Casado e pai de dois filhos, ele nunca ocupou cargos públicos ou mesmo concorreu.

Dilto Vitorassi (PT)

Dilto Vitorassi tem 64 anos e entrou para a política em 1998, quando concorreu a vaga de deputado estadual, mas não se elegeu. O primeiro cargo público que ocupou foi nos anos 2000 quando se elegeu vereador em Foz do Iguaçu.

Em 2002, concorreu a deputado federal mas não se elegeu, ficando na vaga de suplente. Em 2004 foi eleito vice-prefeito de Foz do Iguaçu e, entre 2005 e 2006, assumiu, como suplente, vaga de deputado federal.

Em 2008, concorreu pela primeira vez à Prefeitura de Foz do Iguaçu, mas não se elegeu. Em 2010 se candidatou a deputado federal, mas novamente ficou na vaga de suplente.

Em 2012 se elegeu vereador de Foz do Iguaçu. Em 2014, se candidatou a deputado federal, mas não se elegeu, assim como em 2018. Em 2020 concorreu novamente a vereador, mas não se elegeu.

General Silva e Luna (PL)

General Joaquim Silva e Luna tem 74 anos e é pós-graduado pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército e pela Universidade de Brasília (UnB), em Projetos e Análise de Sistemas.

Durante a carreira no Exército, Silva e Luna comandou o 6º Batalhão de Engenharia de Construção (1996-1998), em Boa Vista (RR), e a 16ª Brigada de Infantaria de Selva (2002-2004), em Tefé (AM).

Também participou da Missão Militar Brasileira de Instrução no Paraguai e atuou como adido em Israel de 1999 a 2001.

General da reserva, Silva e Luna foi o primeiro militar a exercer o cargo de ministro da Defesa, no governo do ex-presidente Michel Temer. Ele assumiu o cargo em janeiro de 2018 em substituição a Raul Jungmann.

Silva e Luna mudou-se para Foz do Iguaçu quando assumiu a vaga de diretor geral da margem brasileira da hidrelétrica de Itaipu de 2019 a 2021, por indicação do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Depois deste período, ele foi exonerado e assumiu a presidência da Petrobras, sendo o primeiro militar a assumir a estatal desde 1989, quando o oficial da Marinha Orlando Galvão Filho deixou o cargo. Ele ficou na estatal cerca de um ano, quando foi demitido por Bolsonaro.

Juca Rodrigues (PC do B)

Atual presidente da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu, Juca Rodrigues é ator, diretor de teatro e de produção artística.

Nascido em Palotina, em 1998 conheceu Foz do Iguaçu e pouco tempo depois se mudou para a cidade. Ele é casado e pai de dois filhos.

Kalito Stoeckl (PDT)

Kalito Stoeckl é natural de Foz do Iguaçu e está no primeiro mandato de vereador.

A primeira disputa dele a cargo público foi em 2016, para vereador, mas não se elegeu.

Formado em Administração, com especialização e mestrado na mesma área, ele também é servidor público da Universidade da Integração Latino-Americana (Unila)

Casado, ele tem dois filhos.

Nilton Bobato (PV)

Nilton Bobato tem 57 anos e atualmente é secretário municipal da Administração de Foz do Iguaçu. É formado em Letras e mora em Foz do Iguaçu desde os anos 1980. Em 2008, ele foi eleito vereador, sendo reeleito em 2012.

No pleito de 2016 se candidatou a vereador, mas não se elegeu. No mesmo ano, novas eleições foram convocadas após o candidato eleito à prefeitura, Paulo Mac Donald, não poder assumir o cargo, na época, por condenações relacionadas à improbidade administrativa.

Na eleição suplementar de 2017, Nilton Bobato se candidatou a vice-prefeito na chapa do atual prefeito de Foz do Iguaçu Chico Brasileiro e foram eleitos. Ainda como vice-prefeito, assumiu também a Secretaria Municipal da Saúde.

Em 2018 tentou uma vaga para a Assembleia Legislativa do Paraná, mas não foi eleito. Nas eleições municipais de 2020 não concorreu a nenhum cargo.

Paulo Mac Donald (PP)

Paulo Mac Donald Ghisi tem 75 anos. Ele é engenheiro civil e empresário.

Ele foi eleito para o primeiro cargo público, como vereador de Foz do Iguaçu, em 1989. Em 1996, foi eleito vice-prefeito da cidade. Em 2004 se candidatou à prefeito da cidade e venceu, se reelegendo no pleito seguinte.

Em 2016, disputou novamente ao cargo de prefeito e venceu a eleição, porém não pode assumir o cargo, na época, por condenações relacionadas a improbidade administrativa.

Paulo estava com direitos políticos caçados, mas decisão liminar recente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) permitiu que ele dispute a vaga.

Samis da Silva (PSDB)

Filho do ex-prefeito de Foz do Iguaçu Dobrandino Gustavo da Silva, Celso Samis da Silva, de 57 anos, também já foi prefeito da cidade entre 2001 e 2004. Ele tentou se reeleger, mas perdeu para Paulo Mac Donald.

Ainda em Foz do Iguaçu, se elegeu vereador entre 1993 e 1994. Entre 1995 e 1998 também ocupou o cargo de deputado estadual.

Em 2008 tentou uma nova eleição ao cargo de prefeito, mas foi novamente derrotado por Paulo Mac Donald. Em 2010, foi candidato a deputado estadual, mas não se elegeu.

Ele respondeu por processo de improbidade administrativa, e estava com direitos políticos caçados, mas decisão recente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) permitiu que ele dispute a vaga.

Sérgio Caimi (PMB)

Sérgio Caimi tem 65 anos, é economista e chegou à Foz do Iguaçu devido às obras da construção de Itaipu Binacional.

Ele exerceu cargos de gestão na Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) de onde estpa aposentado desde 2020.

Foi candidato à vereador em 2004, mas não se elegeu, ficando na suplência.

Eleitorado

Em todo o Paraná, mais de 8,5 milhões de eleitores estão aptos a votar este ano, sendo mais de 202,6 mil em Foz do Iguaçu. Os dados do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) são de 18 de abril de 2024.

A confecção de novos títulos, a alteração de cidade ou local de votação e a regularização geral do título de eleitor devem ser feitas até 8 de maio, presencialmente, nos cartórios eleitorais.

O voto é obrigatório para quem tem mais de 18 anos e facultativo para quem tem entre 16 e 18 anos, mais de 70 anos e analfabetos.

VÍDEOS: Mais assistidos g1 PR

Leia mais notícias da região em g1 Oeste e Sudoeste.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS