REDES SOCIAIS

26°C

Empreendedorismo feminino é prioridade em Mato Grosso

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

Estado tem R$ 60 milhões em crédito para liberar em 2023 e quer priorizar Banco da Mulher, liderado pela primeira-dama Virginia Mendes

Mato Grosso está se transformando no estado das mulheres empreendedoras. São cerca de 215 mil empresas sob o comando de mulheres, sendo 45% do total de 475,6 mil empreendimentos em funcionamento. Uma das razões para o crescimento é o incentivo da Desenvolve MT, instituição financeira do governo do estado, que tem entre as prioridades promover o acesso ao crédito às mulheres empreendedoras. Com o programa Banco da Mulher, que tem a primeira-dama de Mato Grosso Virginia Mendes como madrinha, o crédito e a capacitação das mulheres têm sido ampliados.

 

“O incentivo às mulheres no empreendedorismo é um avanço. Em tempos remotos, precisávamos do aval do homem para conseguir qualquer financiamento. Esse programa transforma a vida de toda uma família e torna a mulher cada vez mais independente”, afirma a primeira-dama. Em 2022, a Desenvolve MT liberou um total de R$ 11,8 milhões em crédito para empreendimentos liderados por mulheres, valor 9,6% maior do que no ano anterior. Entre 2019 e 2022, 52% dos valores concedidos foram para mulheres ante 32,5% entre 2015 e 2018.

Para este ano, o Desenvolve MT possui R$ 60 milhões em caixa. “O governador Mauro Mendes não quer esse crédito parado no banco. Ele deseja distribuir esse crédito para fomentar o empreendedorismo no estado de uma maneira geral”, garante Jair Marques, presidente do Desenvolve MT, em entrevista exclusiva ao portal MTVerso.

Entre os desafios para fazer as linhas de crédito se espalharem pelo estado, está a falta de conhecimento mais aprofundado dos prefeitos sobre os financiamentos disponíveis. “Estamos fazendo um amplo trabalho de divulgação para que os municípios do estado estejam engajados em incentivar os empreendedores ao acesso ao crédito, em especial as mulheres”, afirma Marques.  
De 2015 a 2018, apenas 34 municípios receberam créditos para mulheres. Já entre 2019 e 2022, foram 96 municípios, um aumento de 182,4%. São seis linhas de crédito disponíveis para situações como capital de giro e compra de equipamentos. Entre as principais áreas de atuação das mulheres que procuram a agência estão os setores de serviços de beleza, alimentação e confecção.

Reconhecimento internacional
O incentivo ao empreendedorismo no estado tem chamado a atenção internacional. A primeira-dama de Mato Grosso foi convidada para o evento “Mulheres Empreendedoras à Luz da Transformação Digital”, que ocorreu em março em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Em 2022, houve um aumento de 3,22% no número de empresas comandadas por mulheres em Mato Grosso: 29,5 mil foram abertas em 2021, em 2022 o total foi 30,4 mil, e elas seguem em atividade. De acordo com o Sebrae-MT, 71% das mulheres empreendedoras são a principal fonte de renda da família no estado.

O Brasil está em 7º lugar no ranking de países com mais mulheres empreendedoras, segundo o Global Entrepreneurship Monitor (GEM) que divulga dados referentes ao empreendedorismo ao redor do mundo. São mais de 30 milhões de empreendedoras no Brasil, alta de 25% em relação a 2019. 

 

Principais áreas de mulheres empreendedoras que podem ganhar destaque em 2023:

Consultoria e coaching;
Comércio eletrônico;
Tecnologia da informação;
Saúde e bem-estar;
Marketing digital;
Serviços de concierge;
Educação e treinamento;
Produção de conteúdo;
Desenvolvimento de aplicativos;
Criação de produtos e serviços baseados em Inteligência Artificial;
Produção de conteúdo para mídias sociais;
Produção de eventos;
Produção de animação e jogos;
Serviços financeiros.

Fonte: Grupo Drexell

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS