REDES SOCIAIS

30°C

Enem 2023: bancada do agro diz que há cunho ideológico em 3 questões e quer convocar ministro

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) divulgou nota nesta segunda-feira (6) na qual pede ao governo federal explicações sobre três questões do primeiro dia de prova do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), aplicada neste domingo (5).

No documento, a FPA pede a anulação das questões 89, 70 e 71 (números de referência da prova branca – veja abaixo as imagens), pois, na avaliação da entidade, as perguntas “são mal formuladas, de comprovação unicamente ideológica” e permitem “que o aluno marque qualquer resposta, dependendo do seu ponto de vista”.

  • A questão 89 abordou fatores negativos do agronegócio no Cerrado, mencionando, por exemplo, a “superexploração dos trabalhadores” e as “chuvas de veneno” (uma referência ao uso de agrotóxicos).
  • Já a questão 71 trata da nova corrida espacial financiada por bilionários, discutindo as perspectivas que ela aponta.
  • A questão 70 tem como mote o avanço da cultura da soja e o desmatamento na Amazônia.

A FPA diz ainda que as questões têm “cunho ideológico”, e foram elaboradas “sem critério científico ou acadêmico”.

Na nota, o grupo de parlamentares ligado ao agronegócio pede a anulação das três questões. E afirma que apresentará um requerimento de convocação do Ministro da Educação, Camilo Santana, para audiências públicas na Câmara dos Deputados e no Senado sobre o tema.

A bancada do agronegócio diz ainda que pedirá informações ao Ministério da Educação “sobre a banca organizadora do Enem 2023 e referências bibliográficas utilizadas para a construção do exame”.

“A anulação das questões é indiscutível, de acordo com literaturas científicas sobre a atividade agropecuária no Brasil e no mundo, em respeito à academia científica brasileira”, diz a nota.

Para a FPA, houve “negacionismo científico” contra um setor que confere “segurança alimentar ao Brasil e ao mundo”.

“O setor agropecuário representa toda a diversidade da agricultura: pequenos, médios e grandes. Somos um só e não aceitaremos a divisão para estimular conflitos agrários?, diz o documento.

Questões alvo de críticas

O primeiro dia de provas do Enem tem um só conjunto de 90 questões sobre linguagens e ciências humanas, mas esse grupo de perguntas é distribuído em ordem distinta em cada cor de caderno de prova.

Abaixo, veja como professores do curso Anglo corrigiram as questões no gabarito extraoficial, qual a correlação das questões em cada prova e as imagens das questões:

  • questão 70 da prova branca: 71 na azul, 57 na amarela e 81 na rosa:

  • questão 71 da prova branca: 72 na azul, 58 na amarela e 82 na rosa:

  • questão 89 da prova branca: 48 na azul, 81 na amarela e 57 na rosa:

Redes sociais

Alguns parlamentares também se manifestaram em suas redes sociais sobre o Enem.

O deputado federal Zucco (Republicanos-RS) afirmou que a prova incita “ódio ao agronegócio”, e disse que apresentará pedido de convocação dos ministros da Agricultura, Carlos Fávaro, e Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira.

“O uso da máquina pública para fins ideológicos precisa ser explicado e exige retratação”, disse.

O deputado Rodolfo Nogueira (PL-MS) afirmou que a prova do Enem ataca “covardemente o setor que põe comida no prato do brasileiro”.

“Qual a intenção daqueles que elaboraram uma questão tão leviana? Usar a educação para ‘impor mentiras’ e ainda desrespeitar o agro. Um absurdo!”, disse.

O deputado federal Tião Medeiros (PP-PR) afirmou que as questões contestadas são ?enviesadas? e precisam ser anuladas.

?Enquanto nós batalhamos dia-a-dia para construir uma imagem positiva do agronegócio, como pilar da economia, formador de mão-de-obra, gerador de renda, vem o ENEM e nos joga contra a juventude do País. Um verdadeiro absurdo”, declarou.

Enem

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), cerca de 3,9 milhões se inscreveram para realizar o Enem neste ano. A taxa de abstenção foi de 28,1%.

No primeiro dia de provas, os estudantes fizeram:

  • ? 45 questões de linguagens (40 de língua portuguesa e 5 de inglês ou espanhol)
  • ? 45 questões de ciências humanas
  • ? Redação

O Enem serve como ingresso para universidades e institutos públicos e privados. É realizado por estudantes ao término da educação básica.

O Enem pode ser critério único ou complementar dos processos seletivos e também para acesso, por exemplo, ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e ao Programa Universidade para Todos (Prouni).

Os resultados do exame Enem também podem ser aproveitados nos processos seletivos de instituições portuguesas.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS