REDES SOCIAIS

28°C

Escolas terão botão do pânico para alertas sobre ameaças, confirma Janaina

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) comunicou nesta quarta-feira (12) algumas medidas que serão adotadas nas escolas estaduais para conter ameaças de massacres. Segundo a parlamentar, em Cuiabá começa hoje nas escolas estaduais o botão do pânico. O anúncio foi feito após reunião para tratar o assunto, comandada pelas Secretarias de Estado de Educação e de Segurança Pública, com a participação do Ministério Público Estadual, Conselho Estadual de Educação e Undime (União dos Dirigentes Municipais de Educação de Mato Grosso).  

“O botão é uma medida importante, porque assim que acionado é como um chamado para os policiais militares e tem que ser atendido imedidatamente”, disse Janaina.

Na reunião foi definido o início do processo para instalação de câmeras de monitoramento nas unidades estaduais de ensino, como forma de oferecer mais segurança no ambiente escolar. “Outra medida é um convêncio entre Secretaria de Estado de Segurança e Secretaria de Estado de Educação que serão as câmeras de vigilâncias coordenadas pelo setor de inteligência da Sesp. As câmeras serão instaladas nas escolas, nos ambientes compartilhados, para que o Estado tenha um acompanhamento direto sobre qualquer situação atípica que venha ocorrer dentro do ambiente escolar”, disse.

Janaina salientou que algo que foi requerido tanto pela Defensoria Pública quanto pelo Ministério Público foi a necessidade de psicólogos nas escolas para a resolução dos conflitos. “Também um pedido para pai e mãe para que façam a revista dos materiais escolares dos filhos antes de irem para a escola”.

Ela citou o fato de crianças de até 10 anos detidas com canivete entre os materiais. “Até entendo que poderíamos ser um pouco mais drásticos nisso e essa revista ser feita nas escolas. Eu como mãe gostaria que meus filhos fossem revistados para a segurança deles”.

A parlamentar chamou a atenção para o não compartilhamento de Fake News. Segundo Janaina, 99% do que é veiculado é tudo fake news. “Quanto mais compartilhamento tem é mais difícil chegar a pessoa que fez o disparo. Quando chega são pessoas que não tem vínculos com a escola e até mesmo que não são do nosso estado”.

A deputada ressaltou que nesse processo de ofertar segurança nas unidades, todas as medidas são válidas. “A partir de um momento que uma criança chega na escola com uma faca, ela precisa de um atendimento especializado (…) O que está acontecendo é que muitos pais não estão mandando os alunos para escolas. Tiveram cidades que chegaram ao extremo de suspender as aulas”, finaliza Janaina Riva.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS