REDES SOCIAIS

28°C

Janja e Elon Musk trocam farpas após invasão de conta da primeira-dama em rede social

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A primeira-dama Janja Lula da Silva reagiu nesta quarta-feira (20) a uma fala do empresário Elon Musk, dono do X (antigo Twitter), e o acusou de “minimizar” a gravidade da invasão de seu perfil na rede social.

Em sua primeira declaração sobre a invasão, após Janja ameaçar processar o X e dizer que a empresa lucra com episódios como esse, Musk disse: “Não está claro como alguém adivinhar a senha do e-mail dela é nossa responsabilidade”.

A conta de Janja foi invadida na semana passada por um jovem de 17 anos, morador do Distrito Federal, que foi identificado pela Polícia Federal. O invasor ficou com o perfil sob seu comando por cerca de uma hora e meia, período no qual postou várias mensagens de ódio contra a primeira-dama.

Em uma transmissão ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Siva nesta terça-feira (19), Janja disse que pretende processar a plataforma. “Por uma hora e meia, o ‘seu’ Elon Musk ficou muito mais milionário com aquele ataque”, disse.

Nesta quarta, após o comentário do dono do X, a primeira-dama voltou ao assunto.

“Não me surpreende o tom irônico do Sr Elon Musk depois da minha fala sobre processar sua plataforma. Ele minimiza um acontecimento grave que não atinge só a mim, mas sim a milhares de mulheres dentro da sua plataforma todos os dias“, afirmou, em nota.

“Eu não disse que é responsabilidade do X ‘alguém adivinhar’ a senha da minha conta, mas deveria ser responsabilidade da plataforma agir o mais rápido possível quando crimes são cometidos dentro dela. É, ou deveria ser, responsabilidade da plataforma agir para congelar mais rapidamente uma conta quando se é detectada e denunciada a disseminação de ódio dentro dela”, disse Janja.

Ela afirmou estar usando sua “visibilidade” para “trazer à tona a responsabilização das plataformas com relação aos crimes que acontecem dentro delas e à monetização dessas grandes empresas, que seguem lucrando e enriquecendo seus donos em cima do discurso de ódio às mulheres”.

Investigação

A PF chegou ao jovem de 17 anos do Distrito Federal após cumprir mandados de busca e apreensão contra outro suspeito em Minas Gerais, na semana passada. O jovem admitiu, em depoimento à PF, que foi o responsável pela invasão do perfil de Janja no X.

Ele disse que obteve a senha da primeira-dama por meio de um vazamento na internet e que também acessou outras contas dela, inclusive o e-mail, mas não armazenou nem analisou as mensagens.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS