REDES SOCIAIS

26°C

Lúdio rejeita apoio de Emanuel e garante candidatura da mudança

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Fred Moraes

Única News

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

 

O deputado estadual Lúdio Cabral, pré-candidato a Prefeitura de Cuiabá pelo Partido dos Trabalhadores (PT), garantiu que não pretende ter em seu palanque de campanha a presença do atual prefeito da capital, Emanuel Pinheiro (MDB). O petista explica que seu projeto para Cuiabá é voltado ao campo da “mudança” e não consegue alinhar pensamentos com o emedebista.

Durante uma entrevista a um podcast, o deputado afirmou que chegou a se encontrar com o chefe do Executivo Municipal em diversas ocasiões e de fato, chegou a conversar sobre a candidatura. No entanto, o prefeito resistiu em defender uma outra candidatura que representasse seu “legado” na prefeitura. Com isso, Lúdio frisou que respeita o prefeito, mas não desejava “carregar” o Pinheirismo.

“Eu respeito todas as lideranças políticas. Eu estabeleci diálogos, e de forma franca. Eu disse a ele, Emanuel essa é uma eleição de mudança. Na minha opinião, conforme a leitura da realidade, eu estou me posicionando no campo de mudança. A opinião dele é outra. Não é uma questão de tê-lo ou não no palanque, é de entender que iremos defender um programa de mudança e não gestão”, explicou Lúdio.

Ainda na entrevista, Lúdio ressaltou que o tratamento com o clã Pinheiro precisa ser avaliado, até por que, o deputado federal Emanuelzinho (MDB) é um dos vice-líderes do Governo Federal e possui grande prestígio do presidente Lula (PT).

“Em fevereiro fui a Brasilia. Tive uma conversa com o deputado federal Emanuelzinho, uma conversa boa. Ele é vice-líder de governo, eu posso ter diferenças, mas preciso respeitar. Se eventualmente eu for prefeito, precisarei sentar com as lideranças. O Emanuel, sua esposa e filho, todos apoiaram Lula em 2022, eu preciso respeitar e conversar com cada um deles”, finaliza.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS