REDES SOCIAIS

18°C

Lula lamenta morte de Ziraldo: ‘Um dos maiores expoentes da cultura, da imprensa, da literatura infantil e do imaginário do país’

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou neste sábado a morte do cartunista, desenhista e escritor Ziraldo. Em sua redes sociais, Lula escreveu que Ziraldo foi um dos maiores expoentes da cultura do Brasil.

Aos 91 anos, Ziraldo morreu no Rio de Janeiro. A família informou na tarde deste sábado que o artista faleceu dormindo, em casa, no bairro da Lagoa.

Também chargista, caricaturista e jornalista, ele foi um dos fundadores nos anos 1960 do jornal ?O Pasquim?, um dos principais veículos a combater a ditadura militar no Brasil. A vasta obra de Ziraldo acompanha o imaginário de gerações de brasileiros.

“O Brasil perdeu neste sábado, 6/4, um de seus maiores expoentes da cultura, da imprensa, da literatura infantil e do imaginário do país. Chargista, caricaturista, escritor e jornalista, o mineiro Ziraldo é nome onipresente na cultura popular brasileira”, escreveu o presidente.

Entre os personagens mais famosos de Ziraldo está o Menino Maluquinho, que foi lembrado por Lula na postagem.

“O Menino Maluquinho, seu personagem mais conhecido, povoou mentes e a imaginação de crianças de todas as idades em todas as regiões. Um livro que virou filme, peças, pautou músicas e vem sendo passado de pais para filhos como sinônimo de inocência, curiosidade e beleza, além de um olhar esperançoso em relação aos imensos potenciais do mundo em que vivemos”, continuou Lula.

Leia mais:

O presidente também ressaltou a contribuição de Ziraldo para a democracia durante os anos do regime militar.

“São inúmeras e diversas as contribuições de Ziraldo, seja com a turma do Pererê, em seu trabalho à frente do Pasquim, nos anos da ditadura, em livros inesquecíveis, como Flicts, e num extenso trabalho em revistas e jornais brasileiros. Na defesa da imaginação, de um Brasil mais justo, com democracia e liberdade de expressão”, declarou Lula.

Políticos homenageiam Ziraldo

Ministros, deputados e senadores também homenagearam Ziraldo e sua obra. Veja abaixo:

Margareth Menezes, ministra da Cultura:

“Uma perda irreparável. Ziraldo foi uma fonte de inspiração. Lembro-me do tempo em que participei de uma montagem baiana da peça ‘O Menino Maluquinho’. Tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente. Obrigada por tudo, Ziraldo. Sua partida deixa um vazio imenso.”

Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Congresso:

“Ídolo de uma geração de crianças, morreu, neste sábado, o mineiro de Caratinga Ziraldo, um dos maiores cartunistas do país, inspiração para todos os brasileiros. Seus personagens, principalmente o Menino Maluquinho, marcaram gerações.”

Camilo Santana, ministro da Educação:

“Com muita tristeza recebo a notícia da morte do desenhista, chargista, caricaturista e jornalista Ziraldo. Ele foi um dos fundadores do jornal ?O Pasquim?, nos anos 60, e deixa um imenso legado à cultura brasileira, com o seu Menino Maluquinho e tantas outras criações. Sentimentos a familiares e amigos.”

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS