REDES SOCIAIS

16°C

Mauro alerta prefeitos sobre queda na arrecadação em 2024

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

Mauro Mendes

O governador Mauro Mendes.

Durante cerimônia no Palácio Paiaguás na segunda-feira (18), o governador Mauro Mendes (UB) fez um alerta a 17 prefeitos mato-grossenses sobre uma possível queda na receita de MT em 2024, devido a crise causada no setor do agronegócio pelo fenômeno “El Niño”.

O evento climático prejudicou consideravelmente a produção de milho e soja no estado, provocando severas ondas de calor e atrasando as chuvas, necessárias para a florada das duas culturas. Segundo Mendes, produtores rurais têm o alertado para a queda de 20% na produção da soja e 30% na colheita do milho na safra 2023/2024.

“Ainda pode piorar. Melhor que isso não será. Pode piorar dependendo do ritmo e do momento em que as chuvas acontecerem nos próximos meses”, disse.

“Então, meus amigos, isso é um sinal de alerta. Luz amarela. É momento de cautela e de cuidar bem do dinheiro. Apertem os cintos em 2024”, alertou.

Hoje, Mato Grosso é o maior produtor de grãos do País. Na avaliação do governador, ainda não é possível saber qual será o percentual real de perda econômica ao setor e aos cofres públicos.

“Existem sinais muito concretos de que teremos um ano com algum nível de dificuldade. Quanto vai ser? Não tenho bola de cristal. Vamos rezar para que seja o menor possível, mas não será um ano como os do passado”, afirmou.

“A nossa receita vai ser impactada. O Fethab será impactado (…) diretamente e indiretamente. Todas as nossas arrecadações dependem da nossa atividade econômica”, completou.

De acordo com o chefe do Paiaguás, até o Imposto sobre Comércio de Mercadorias e Serviços (ICMS) estadual deverá sofrer as consequências da perda de safra em MT.

Todavia, mesmo com o cenário preocupante, Mauro se mantêm otimista e acredita no potencial de superação e recuperação econômica do estado.

“Isso vai trazer alguma consequência no dia a dia de todos nós: prefeitos e cidadão. Mas acredito na nossa força e capacidade para superar essas adversidades”, concluiu.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS