REDES SOCIAIS

16°C

Mauro diz que enfrentará ICMBio por obras na MT-251

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

O governador Mauro Mendes (UB) disse que enfrentará o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), para que o Governo de Mato Grosso possa realizar a manutenção devida no paredão do Portão do Inferno, localizado a 30 Km de Cuiabá, na rodovia MT-251, que liga a capital a Chapada dos Guimarães (65 Km de Cuiabá).

No dia 12 deste mês, dois delizamentos de terra seguidos foram registrados na localidade, deixando uma grande quantidade de terra sobre a pista e interditando parcialmente o local. Já no dia 13, o governo estadual decretou situação de emergência sobre o ponto turístico devido ao risco de desmoronamento de rochas, proibindo ainda o trânsito de veículos de carga no trecho da “subida da Chapada” entre os quilômetros 42 e 48.

Em conversa com a imprensa, Mauro deixou claro que não poderá fazer nenhuma intervenção ou obra estuturante no local devido às questões ambientais da região, uma vez que o Parque de Chapada dos Guimarães é administrado pelo Governo Federal, através do ICMBio.

“Temos uma dificuldade muito grande [com o ICMBio], mas não é impossível. Nós vamos enfrentar, não posso admitir, e nenhum cidadão pode – essa palhaçada (…) de dizer que não pode, porque vai mexer com o meio ambiente. O que fazer? Enfrentar a hipocrisia do ambientalismo no Brasil”, criticou.

Para não ficar dependendo de autorizações federais para fazxer intervenções na MT-251, recentemente, um grupo de deputados estaduais propôs uma solução de urgência ao Governo do Estado, que é a construção de uma nova rodovia interligando Cuiabá e a cidade de Chapada dos Guimarães, que é a MT-030. A rota seria construída fora dos limites do Parque Nacional e reduziria em até 30 quilômetros o trajeto entre as duas cidades.
Questionado sobre a nova Estrada da Chapada, o governador apoiou a ideia, que indclusive foi tema de audiência pública na Assembleia Legislativa no mês de outubro.

Todavia, Mauro destacou que mais estudos são necessários sobre a construção e descartou iniciá-la no ano que vem.

“Estamos estudando uma solução definitiva naquele ponto [Portão do Inferno]. É uma alternativa, no entanto [a construção] não começa em 2024. É impossível, porque tem que fazer um projeto difícil. Nós temos a alternativa”, concluiu.

Em janeiro deste ano, Mendes pediu ao ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, que viabilizasse a transferência do Parque de Chapada para a administração estadual.

O pedido, entretanto, não foi atendido. Agora, o governador deve investir novamente na tratativa.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS