REDES SOCIAIS

28°C

Mauro Mendes regulamenta lei que cria Programa de Escolas Militares em MT

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Aline Almeida

Única News

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

O governador Mauro Mendes (União) publicou o decreto nº 709, de 19 de fevereiro de 2024, que regulamenta a Lei nº 12.388, de 08 de janeiro de 2024, instituindo o Programa Escolas Estaduais Cívico-Militares no Estado de Mato Grosso.

“Este Decreto regulamenta a Lei nº 12.388, de 08 de janeiro de 2024, que institui o Programa Escolas Estaduais Cívico-Militares no Estado de Mato Grosso. As Escolas Estaduais participantes do Programa Escolas Estaduais Cívico-Militares seguirão as diretrizes nele estabelecidas, adotando um modelo de gestão que promova a integração entre as áreas pedagógica, administrativa e de atividades cívico-militares que as caracterizam”, cita trecho de publicação que circulou no Diário Oficial do Estado nesta terça-feira (20).

Segundo o decreto, os profissionais da educação básica atribuídos na escola cívico- militar e os militares da reserva prestadores de tarefa, deverão trabalhar em mútua colaboração para promover e integrar o Programa das Escolas Estaduais Cívico-Militares, cumprindo as diretrizes previstas no Programa.

“São princípios das Escolas Estaduais Cívico-Militares do Estado de Mato Grosso -EECM: I – os princípios comuns a todas as instituições de ensino da rede pública estadual; II – o fortalecimento dos valores éticos, morais e cívicos; III – o estímulo à integração de todos os segmentos da comunidade escolar”, confirma trecho da publicação.

A Secretaria de Estado de Educação – SEDUC promoverá capacitações periódicas para os professores e militares da reserva, lotados nas EECM, visando a adequada integração das práticas pedagógicas e cívico-militares. “As escolas que aderirem ao programa passarão por avaliação contínua da qualidade de ensino, utilizando o Indicador do Processo de Ensino e Aprendizagem – IPEA/MT como referência, e a implementação de ações corretivas para o alcance das metas educacionais estabelecidas pela SEDUC”.

De acordo com o Governo do Estado, a meta é expandir as escolas militares, ampliando de 26 para 50 unidades até o final da gestão

O governador Mauro Mendes (União) publicou o decreto nº 709, de 19 de fevereiro de 2024, que regulamenta a Lei nº 12.388, de 08 de janeiro de 2024, instituindo o Programa Escolas Estaduais Cívico-Militares no Estado de Mato Grosso.

“Este Decreto regulamenta a Lei nº 12.388, de 08 de janeiro de 2024, que institui o Programa Escolas Estaduais Cívico-Militares no Estado de Mato Grosso. As Escolas Estaduais participantes do Programa Escolas Estaduais Cívico-Militares seguirão as diretrizes nele estabelecidas, adotando um modelo de gestão que promova a integração entre as áreas pedagógica, administrativa e de atividades cívico-militares que as caracterizam”, cita trecho de publicação que circulou no Diário Oficial do Estado nesta terça-feira (20).

Segundo o decreto, os profissionais da educação básica atribuídos na escola cívico- militar e os militares da reserva prestadores de tarefa, deverão trabalhar em mútua colaboração para promover e integrar o Programa das Escolas Estaduais Cívico-Militares, cumprindo as diretrizes previstas no Programa.

“São princípios das Escolas Estaduais Cívico-Militares do Estado de Mato Grosso – EECM: I – os princípios comuns a todas as instituições de ensino da rede pública estadual; II – o fortalecimento dos valores éticos, morais e cívicos; III – o estímulo à integração de todos os segmentos da comunidade escolar” , confirma trecho da publicação.

A Secretaria de Estado de Educação – SEDUC promoverá capacitações periódicas para os professores e militares da reserva, lotados nas EECM, visando a adequada integração das práticas pedagógicas e cívico-militares. “As escolas que aderirem ao programa passarão por avaliação contínua da qualidade de ensino, utilizando o Indicador do Processo de Ensino e Aprendizagem – IPEA/MT como referência, e a implementação de ações corretivas para o alcance das metas educacionais estabelecidas pela SEDUC”.

De acordo com o Governo do Estado, a meta é expandir as escolas militares, ampliando de 26 para 50 unidades até o final da gestão.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS