REDES SOCIAIS

33°C

Medeiros ataca dizendo que Mendes ?usou? Fagundes para se aproximar de Bolsonaro

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

Não tem jeito. Mesmo tendo a “recomendação” do seu líder máximo, presidente Jair Bolsonaro (PL), para “baixar a temperatura” e cessar as críticas em relação ao governador Mauro Mendes (UB), o deputado federal José Medeiros (PL) não consegue se conter e novamente voltou a cutucar o chefe do Paiaguás. Dessa vez, Medeiros afirmou que Mendes “usou” o senador Wellington Fagundes (PL) para se reaproximar de Bolsonaro, e agora, depois que conseguiu “lograr êxito”, teria jogado o senador para escanteio.

A nova alfinetada no governador veio nesta segunda-feira (23). Para o parlamentar, o chefe do Executivo Estadual já está buscando novas lideranças para o seu arco de alianças, em detrimento a Fagundes.

“Ele [Mauro Mendes] mostrou as garras, pois foi só receber o apoio do presidente Jair Bolsonaro, que já começou a costear o alambrado para o outro lado e começou a jogar o senador Wellington para escanteio. Então, eu acho que o senador Wellington deve ter ligado as antenas”, disparou Medeiros.

Ele ainda afirmou que, apesar de Bolsonaro já ter declarado apoio à candidatura do governador a reeleição, ainda há espaço para a construção de um projeto majoritário próprio de direita.

“Sim, totalmente. Apesar de que ele jogou muito bem, fez esse jogo, enrolou o senador Wellington muito bem e isso atrapalhou bastante”, completou.

Medeiros é um dos radicais da direita que Bolsonaro “proibiu” de criticar Mauro Mendes, mas mesmo assim o parlamentar continua suas investidas de forma negativa em relação ao governador.

No dia 16 de maio, por exemplo, semanas após o presidente Bolsonaro pedir para o deputado “baixar a temperatura”, Medeiros chamou o chefe do Palácio Paiaguás de “arrogante” em suas redes sociais.

Na oportunidade, Medeiros criticou uma fala do governador, que disse que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou uma normativa em relação à forma que os Estados aplicam a alíquota única do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do diesel, “é uma tentativa de mudar o foco do real problema”, em relação ao aumento do combustível.

Medeiros compartilhou a fala do governador sobre a decisão do STF e disse que o chefe do Executivo Estadual faz “pouco caso”, mesmo após ter conseguido apoio de Bolsonaro para a sua reeleição.

“A arrogância desse rapaz não tem limite, mesmo após o presidente sinalizar apoio a sua candidatura ele faz pouco caso, como se não tivesse se arrastado para conseguir”, afirmou na ocasião.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS