REDES SOCIAIS

18°C

Ministro confirma ‘autoridade federal’ até o fim da calamidade no Rio Grande do Sul

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, confirmou que o governo instalará uma autoridade federal no Rio Grande do Sul até o fim da calamidade que atinge o estado desde o dia 29 de abril.

?O presidente anunciou que pretende colocar alguém para representar, pelo menos durante os primeiros meses, o governo federal?, disse em entrevista ao Estúdio i, da GloboNews, nesta terça-feira (14).

A possibilidade de se criar a autoridade federal no Rio Grande do Sul foi sinalizada na segunda (13) durante a reunião ministerial do presidente Lula (PT).

O objetivo é ter um coordenador do governo federal na ajuda aos trabalhos de reconstrução do estado, representando o presidente nesse processo.

Em entrevista ao Em Ponto, da GloboNews, o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wolff, disse que a autoridade teria como exemplo a experiência do que ocorreu nos jogos olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro. A Advocacia-Geral da União, a AGU, ainda está desenhando a estrutura, que pode ser o modelo de uma autoridade federal ou até uma secretaria extraordinária.

?Acredito que deve ser nos moldes do que aconteceu nas Olimpíadas. Tem uma grande equipe do governo federal que, de alguma forma, apoia o governo do estado nas grandes obras, construção da infraestrutura resiliente e que tenha recurso financeiro e pessoal adequado para que se façam essas obras no menor tempo possível?, diz Wolnei.

O próprio Wolnei é um dos cotados para assumir o papel de representante do governo federal no estado. Outro nome forte para o posto é o do diretor-presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). As informações foram apuradas pelo colunista Valdo Cruz.

Esta reportagem está em atualização.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS