REDES SOCIAIS

16°C

Ministro diz que Lula considera Pacheco nome ‘da maior estatura’

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse hoje ao blog que o presidente Lula vê o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, como um grande aliado e que o considera a principal figura política de Minas Gerais hoje. Lula quer que Pacheco represente o campo do governo na disputa pelo governo de Minas em 2026.

“O presidente tem uma relação aberta e transparente com Pacheco. Ele o considera Pacheco a figura com a maior estatura política de Minas Gerais no nosso campo e que vai cumprir uma importante posição (na eleição de 2026)”, afirmou Padilha ao blog.

As declarações do ministro acontecem um dia depois do encontro de Lula com os principais nomes da área política do governo para azeitar a relação com o Congresso. O blog apurou que participantes da reunião de ontem fizeram comparações entre Arthur Lira e Pacheco, sustentando que o presidente do Senado não seria tão aliado quanto faria parecer.

“Essa comparação não surgiu na conversa com o presidente. Nem no almoço, nem na sobremesa, nem no cafezinho”, declarou o ministro.

A aprovação da PEC do Quinquênio, que prevê reajuste salarial para carreiras do judiciário, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado é um dos pontos que preocupam o governo e que levaram integrantes do governo a criticar Pacheco nos bastidores. Padilha disse que

Padilha disse, no entanto, que a matéria ainda vai demorar muito para avançar a ponto de ser votada no Senado e que o líder do governo na Casa, Jaques Wagner, avalia que são poucas as chances de aprovação. O assunto, inclusive, foi tratado na reunião de ontem com o presidente.

Lula resolveu que irá fazer um encontro tanto com o presidente da Câmara como com o do Senado para tentar diminuir os ruídos entre o Planalto e o Congresso. Ele também pretende fazer mais reuniões com os líderes de partidos da base, a exemplo do que fez em fevereiro deste ano.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS