REDES SOCIAIS

34°C

‘Não posso me dar ao luxo de me incomodar com maldades’, comentou Cármen Lúcia, nova presidente do TSE

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

“Não posso me dar ao luxo de me incomodar com maldades que se referem ao meu físico. Mas é sempre um alerta. Falam e falam sobre mulheres neste desnível. E vai piorar. Eleições estão à porta.”

Foi com esse diagnóstico resoluto que a ministra Cármen Lúcia, do Supremo e do Tribunal Superior Eleitoral, reagiu ao ser abordada com solidariedade por colegas que haviam constatado, nas redes e na imprensa, mais uma onda de ataques misóginos contra a magistrada.

Mineira, amante de literatura, Cármen Lúcia é uma adepta da tese de que o exemplo arrasta. Integrantes de seu gabinete relatam que a ministra não deixa de dar expediente nem diante do luto. Perdeu familiares ao longo dos anos, mas nem nesses dias deixou de trabalhar.

A ministra assume hoje a presidência do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) diante de desafio inédito. Será a primeira eleição, num país absolutamente polarizado, com inteligência artificial à espreita e uma batalha ainda pendente contra as fake news.

“O que posso dizer é que, parafraseando Drummond, não serei juíza de um mundo caduco. Mudam-se os modos, garantem-se os princípios da democracia”, disse a ministra ao blog em fevereiro, ao comentar iniciativas para regulamentar o uso da inteligência artificial nas eleições.

Cármen Lúcia é considerada rígida entre os próprios pares. “Sabedoria, firmeza e sensibilidade são alguns dos inúmeros predicados da Ministra Cármen Lúcia, cuja nova presidência no TSE é a certeza de eleições livres, seguras e transparentes, com a garantia do fortalecimento de nossa Democracia”, declarou o ministro Alexandre de Moraes ao blog.

“É uma grande honra poder transmitir o cargo à essa magistrada exemplar e incrível pessoa”, concluiu.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS