REDES SOCIAIS

25°C

?O governo quer virar a página da disputa ideológica?, diz Neri Geller

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

O novo secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller (PP), afirmou que o discurso “Agro X Lula” é página virada dentro do Governo Federal do presidente Lula (PT). Neri disse que Lula não governa com nenhum “ranço” do setor, e que sua chegada na pasta de Agricultura é para pacificar e intensificar a boa relação entre os dois.

Em entrevista à TV Vila Real na manhã desta sexta-feira (12), Neri afirmou que o presidente nunca foi contra o setor agro e que em seus dois mandatos (2002 – 2006) sempre desenvolveu políticas públicas importantes para o ramo, por isso dessa vez não será diferente.

“É importante lembrar que o presidente Lula em todos os mandatos fez muito pela agricultura brasileira. Desde renegociação de dívidas, aprovação da Biotecnologia que avançou o agro, demonstrando que não houve ranços ideológicos. Fizemos e muito pelo movimento. Obviamente, algumas falas ocorrem em razão de outros contextos, principalmente nos ataques de oito de janeiro, quando alguns do agro tentaram derrubar a democracia. Mas, nós temos neste governo pessoas que estão alinhadas para que a gente vire essa página tão acirrada ideologicamente”, disse Neri.

Ainda na entrevista, Neri disse que a orientação do presidente Lula é oferecer boa vontade para conversar com o setor, porque defende e entende a necessidade do cuidado com o ramo, principalmente no combate à insegurança alimentar.

“Somos um governo totalmente legalista, tivemos a aprovação de defensores agrícolas. Isso demonstra a boa vontade do governo em conversar com o setor e manter um elo do importante setor da economia brasileira. Principalmente pelo governo defender segurança alimentar, nós temos a paciência de conversar e ouvir as reivindicações do setor”, finaliza.

A nomeação de Neri Geller ocorreu uma semana após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reverter a decisão que cassou seu mandato de deputado federal no ano passado, tornando-o inelegível por oito anos.

O impedimento legal, que se estendia ao assumir qualquer cargo no governo de Luiz Inácio Lula da Silva, foi superado com a recente decisão do tribunal. Geller, ex-ministro da Agricultura e ex-deputado federal, já comandou a SPA em duas ocasiões anteriores: em 2013, durante a gestão de Mendes Ribeiro Filho, e de 2016 a 2018, sob a liderança de Blairo Maggi. 

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS